Um sentimento que as palavras não explicam

Nessa semana especial para toda a torcida atleticana, nós, os geraldinos da Massa estamos contando nossa história de vida, de amor, de paixão com esse time.

Hoje eu vou contar a minha história. Infelizmente, tenho que dizer que não consegui achar fotos antigas de quando eu era criança. As coisas aqui em casa estão meio bagunçadas e foi complicado.

Me lembro da primeira vez que fui ao Mineirão! Só eu e meu pai! Meu irmão era pequeno demais ainda e ficou em casa com a minha mãe. Era 1996! Eu estava com uma camisa do Galo tão velha, mas tão velha que na época o patrocínio era da Coca-cola. Essa camisa já não existe mais, tudo o que eu tenho dessa época são recordações. Foi um dos dias mais maravilhosos da minha vida. Era um Galo x Paraná, óbvio, o Galo ganhou. Chorei de alegria. Foi incrível! Impossível de descrever.

De lá pra cá o tempo passou, a paixão, o sentimento só aumentou. Um outro momento que nunca esquecerei, foi o dia que eu fui na Cidade do Galo. A única vez que eu entrei naquele CT, era 1999, o lugar ainda estava em construção. Como disse não tenho fotos, mas sei que elas existem e estão por aí, em algum lugar.

Lembram-se do time maravilhoso daquele ano e do ano seguinte? Eu lembro! Deixei tudo documentado! Com apenas 7 anos de idade anotava tudo a respeito do Galo. Tenho as escalações do time desse ano em  um caderno. Tal objeto é hoje um dos meus maiores tesouros pois ele guarda minhas recodações.

Mais que recordações, ele tem os autógrafos de alguns jogadores. Lembro que na época fiquei muito frustado porque não consegui apenas duas assinaturas que muito gostaria a doMancini e do Gilberto Silva. No dia eles faltaram ao treino, não me lembro o porque. Porém, ainda tenho os autógrafos de Velloso, Ronildo, Ramón Menezes, Claúdio Caçapa, Guilherme, Marques…

Escaneei a página do caderno, só para vocês terem noção do que eu digo:

Não exagero quando digo que tudo o que sou devo ao Galo! A formação do meu caráter passa por esse time. A minha vida eu devo ao Atlético!

Nos anos seguintes após esse da foto, poucos foram os times do Atlético que deram algum motivo de orgulho para nós torcedores. Todos sabemos disso, foi uma década ruim. Porém mostramos que somos maiores que isso, que nossa paixão pelo Atlético não depende de um time, pois por pior que esteja a situação lá estaremos.

Se eu tivesse que falar tudo o que eu sinto, faltaria espaço até na internet e tenho certeza que nenhum de vocês continuaria a ler esse texto. Por isso, aqui encerro minha singela homenagem ao meu time do coração.

Autor do post:
O Atleticano

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário

  • Rafael Moraes

    Se esse jogo em 1996 foi Galo 3 x 1 Paraná eu tb tava lá! Curiosamente com uma camisa da Coca-Cola tb! kkkkk

    Me lembro bem desse jogo apesar de ser bem novo, pois fui com um amigo meu, que era torcedor do Cru-Cru. Como ele nunca tinha ido ao Mineirão (não tinha companhia) acabou aceitando o convite de ir comigo e meu tio ao jogo, só pra conhecer mesmo.

    Mas nem adiantou ele ficar secando em silêncio. O Galo foi lá e meteu 3. kkkkk

    Abraço.