Uma vitória triste

Quarta o Atlético goleou o Roma por 4 a 0. Eu sai do Janguito com o post praticamente pronto na minha cabeça, era só chegar em casa e postar aqui no blog. Uma goleada sem sufoco, com facilidade, com o time jogando solto, no ataque, sem sofrer pressão. Um jogo típico de um Atlético! Claro, o adversário era o Roma, mas jogamos tranqüilos e com boa parte da molecada bem confortável perante a torcida rubro-negra.

 

Porém, após o fim do jogo vi a cena mais triste de toda a minha vida, o atropelamento do jovem atleticano André Lopes. Confesso que nunca fiquei tão chocado com algo como o que vi na BR em frente ao Ecoestádio que não consegui escrever nem quarta e nem ontem. Não conhecia o rapaz, mas parece que perdi algo. E realmente perdi. Perdi a coragem de enfrentar riscos pelo Atlético. Refleti durante toda a noite de quarta e o dia de ontem e vi que o Atlético não vale uma vida. O Atlético vale todo o meu amor, mas jamais uma vida.

 

Poderia ter sido eu, meu irmão que estava comigo, uma criança, um amigo meu, ou um desconhecido para mim, como aconteceu. O choque disso, com certeza me fez pensar. Me fez reavaliar várias coisas e vários riscos que já corri para ver o Atlético. Hoje, só acompanharei o Atlético se houve segurança.

 

Muitos apontam fulano ou cicrano como responsáveis pelo acontecido. Todos estão certos e todos estão errados também.

 

Trabalhei durante alguns anos na área de assessoria de imprensa da ALL e lá acompanhei inúmeros acidentes e aprendi uma coisa com os experts em acidentes: UM ACIDENTE JAMAIS É CULPA DE UMA ÚNICA FALHA. É A UNIÃO DE VÁRIAS FALHAS QUE CAUSAM ACIDENTES.

 

O motorista tem culpa pelo excesso de velocidade no local. Mas também, todos ali andam acima do limite. A PRF tem culpa sim, pois deveria estar auxiliando na travessia, uma vez que o Clube Atlético Paranaense informou aos torcedores que deveríamos estacionar no Parque Barigui (do outro lado da BR). A PM tem sua culpa por não auxiliar, na ausência da PRF, a travessia. O Clube tem sua culpa também, por não dar a segurança necessária para um evento seu, como manda o Estatuto do Torcedor. O rapaz também teve sua parcela de culpa por ser imprudente atravessando a BR, mas todos os torcedores fizeram isso, por isso os quase 4 mil atleticanos tem culpa!

 

Porém, outros dois fatores me levam a pensar mais a fundo. Se não tivéssemos a Copa estaríamos jogando na Arena e isso provavelmente não aconteceria. Além disso, se nosso presidente tivesse utilizado da maneira correta e ido negociar com os co-irmãos ao invés de tentar impor o estádio para jogarmos, com certeza essa tragédia poderia ter sido minimizada ou quem sabe nem acontecido.

 

Portanto, não devemos acusar UM culpado, pois várias pessoas foram culpadas.
Lamentável também foi a falta de bom senso da área de comunicação do Atlético em soltar uma nota de pesar com quase 24h depois do ocorrido e não informar nessa nota os locais de velório e sepultamento.

 

Louvável foi a atitude de dois amigos, o @paulocolnaghi e o @drdantegrein que não titubearam e correram para socorrer o rapaz. Parabéns aos dois atleticanos. Me orgulha te-los vocês como amigos.

 

Uma coisa é certa. No Janguito não irei mais. Enquanto o Atlético não jogar no Couto ou na Vila eu não acompanharei mais os jogos. O Atlético tem que repensar o local de seus mandos de jogo. Num estádio na beira da BR com certeza é que não podemos ficar.

 

Ainda bem que não há jogos a noite no Janguito, pois a tragédia seria muito maior.

Descanse em paz, André!!!

Saudações rubro-negras!

Autor do post:
Bruno Filgueiras

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

4 Comentários

  • cezar rinaldin

    que ótimo que vc não irá mais. Fico feliz (sincero). Agora parece que vcs inclusive o paulo colnaghi “aquele do Literário”, estavam combinando uma cervejada antes no parque barigui. Estou errado???

    • Paulo Colnaghi

      Prezado Sr. Cezar, primeiro não lhe conheço pessoalmente, e nem tenho interesse, então por favor não cite meu nome, pricipalmente de forma inadequada. E quanto a combinar de tomar uma cerveja não é problema seu e demais ninguem, isso nada tem haver com os fatos ocorridos, que foram terriveis, ou o sr.acha que não ? Nós torcedores estamos sendo colocados em risco graças a prepotencia e arrogancia de nosso atual presidente. E não deixe sua adoração pelo Sr Mario Celso Petraglia, cega-lo.

    • Bruno Filgueiras

      Cezar, desculpe, mas não entendi o tom e a mensagem! É ironia? Pois, me desculpe, enquanto você estava em segurança nós estavamos correndo riscos e o Paulo Colnaghi inclusive dando assistencia. Acho que tons políticos nesse assunto são levianos e descompromissados com qualquer tipo de coerência.
      Obrigado.

      • @torcedorcap

        Texto perfeito, sem mais.