Bahia tira a “virgindade” da Arena Castelão, batendo o Ceará por 1 a 0

Kléberson entrou para a história ao marcar o gol inaugural da Arena Castelão, um dos estádio da Copa 2014

Tricolores, como diz o ditado, “a primeira vez a gente nunca esquece” e, ontem, no triunfo do Bahia sobre o Ceará por 1 a 0, pela primeira vez o time bateu o alvinegro de Fortaleza fora de casa em jogo oficial e pela primeira vez alguém fez o gol na nova Arena Castelão, o volante Kléberson, que passou para a história do estádio. Aliás, fez o primeiro gol do primeiro estádio da Copa 2014 a ter jogo. O Bahia não fez uma partida tão boa, mas foi ligeriamente superior ao Ceará e mereceu o triunfo, que nos garantiu a liderança do nosso grupo no Nordestão.

A primeira etapa foi bem disputada, com as duas equipes procurando jogar abertas. O Bahia, apesar de estar atuando fora de Salvador,  jogou de igual para igual e teve  apoio efetivo da torcida do Fortaleza, que empatou a partida prliminar com o Sport em 0 a 0. Apesar do equilíbrio, nosso tricolor foi mais efetivo nas jogadas ofensivas. Ryder teve uma chance de ouro, mas desperdiçou ao furar a bola quase na linha da pequena área após passe de Kéberson. Logo depois o próprio Ryder perdeu uma chance digna do nacreditável futebol clube, quando furou um cruzamento de Jussandro embaixo da trave. Mas lo, em seguida, aos 33 mi nutos do primeito tempo, o Bahia fez seu gol num cruzamento de Neto, que Zé Roberto cabeceou, o goleiro rebateu e, na sobra, Kléberson encheu o pe para tirar a “virgindade” do Castelão, fazendo 1 a 0 para o Bahia.

O inexplicável é que , depois do gol  o Bahia caiu assustadoramente de produção e passou a ser pressioando pelo time cearense, que acertou duas bolas na trave, e Lomba ainda fez uma defesa complicada num chute de Ricardinho. Mas, no finalzinho, o Bahia deu a resposta num cruzamento de Jussandro que Ryder cabeceou na trave.

No segundo tempo, as duas equipes diminuíram o ritmo, com o Ceará apresentando maior volume de jogo, tentando, de forma desordenada, tomar a iniciativa e o Bahia arriscando contra-ataques sem muito perigo. Nosso adversário teve um chute de Magno Alves, que foi torto pra fora, e o Bahia quase chega ao segundo com cobrança de escanteio de Ânderson Talisca.

Gostei da atuação da nossa dupla de zaga, que foi sobrerana no jogo, com Danny Morauis tendo grande performance, ganhando todas. Na parte ofensiva, Jéferson fez muto pouco, tal como Zé Roberto, mas Ryder, apesar do incrível gol perdido, apareceu bem. Kléberson, não só pelo gol, parece que vai começar a reencontrar o fuetebol que o consagrou, pois demonstra estar com muita vontade de acertar. O importante de tudo isso é que, assim ou assado, o time vem conseguindo bons resultados, mas precisa melhorar bastante, principalmente na parte ofensiva.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post