Cadê a “festa das faixas”???

O Bahia faturou o Campeonato Baiano depois de 10 anos, mas nosso Marketing não soube explorar bem essa conquista

Tricolores, neste 2012, depois de 10 anos voltamos a conquistar o Campeonato Baiano, para alegria de todos nós. O mais gostoso é que a festa foi feita na nossa casa, em cima do rival e a torcida comemorou bastante, numa alegria inesquecível. Mas o departamento de marketing do Bahia não soube tirar proveito deste feito. Poderia fazer camisas comemorativas, com preço acessível, para que a torcida pudesse comprar; poderia lançar um DVD da campanha, entre outras ações. O mais incrível e absurdo é que nem o tradicional “jogo das faixas” foi realizado, uma coisa sem precedentes. Sou do tempo em que fomos muitas vezes campeões e o “jogo das faixas” sempre era realizado, com os jogadores, comissão técnica e diretoria recebendo as faixas comemorativas da conquista. Aliás, seria outro souvernir que poderia ser vendido.

O pessoal do Marketing tricolor pode até alegar que o Brasileirão começou três dias depois da final do campeonato regional, mas isso não se justifica pois a festa poderia ser feita num jogo oficial mesmo. O “jogo das faixas” teria que ser realizado, pois é uma forma de lembrar uma conquista importante. Por sinal, o título do Baianão deste ano jamais vai sair da cabeça de nós tricolores, porque foi uma final emocionante, dramática, com seis gols, enfim com todos os ingredientes de uma grande decisão, felizmente vencida por nós. A direção do Bahia, portanto, pecou em não fazer a festa das faixas. Aliás, nosso marketing precisa explorar melhor a grande marca que tem, pois tudo relacionado ao Bahia vende, tudo relacionado ao Bahia dá ibope, tudo relacionado ao Bahia interessa a milhões de pessoas, principalmente quando o time consegue um feito importante.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post