Diretoria tem que dar o troco ao rival

O bom futebol de Diones vem despertando interesse do rival

Tricolores, sei que, no momento, diretoria, elenco e torcida do Bahia devem concentrar os esforços para conseguir manter o time na Primeira divisão de em 2013. Para isso temos que vencer o duríssimo jogo contra o Náutico no próximo domingo em Pituaçu e ficar tranquilo na última rodada. Mas o futebol é muito dinâmico e temos que começar a pensar também nos jogadores que vamos contar em 2013, até porque boatos circulam na cidade dando conta de que nosso rival está de olho num dos principais jogadores do nosso elenco: o volante Diones, cujo contrato acaba no final do ano. Por isso, temos que renová-lo o mais rapidamente possível. A turma de Canabrava já nos tomou, por vacilo de nossa diretoria, toda nossa divisão de base no ano de 1992 e, mais recentemente, também por bobeira nossa, o promissor lateral Mansur e provavelmente Vânder, que não deverá renovar com o Bahia

Historicamente, eles sempre ficam de olho em nossos atletas ou em atletas que nós tentamos contratar. Quem não se lembra de Índio, Davi e Bida, que eram do Ipitanga, estavam fechando com o Bahia e eles nos atravessaram??? Com Apodi foi a mesma coisa na época. Até mesmo o tal Nino Paraíba eles passaram na nossa frente no período em que Paulo Carneiro era dirigente tricolor (argh…). O pior é que o Bahia não dá o troco. Nikão, ano passado, só veio pra cá porque o Atlético Mineiro, dono dos direitos federativos do jogador, repassou para o Bahia em retaliação à negociação de Bida, que o Galo queria, com o Atlético de Goiás. Nossa diretoria precisa fazer a mesma coisa, tentando contratar os jogadores deles que possam nos ajudar. Se não der certo, pelo menos daremos o troco.

Pedro Ken, melhor jogador do time deles, tem contrato terminando agora. Bem que nossa direção poderia fazer uma proposta para trazê-lo pro Fazendão. Se esse procedimento ocorre com frequência do lado deles e todo mundo acha normal, vamos fazer a mesma coisa. Nada de dar mole para esses caras. O tratamento que eles nos derem tem que ser retribuído. Não podemos ficar como lerdos, como otários, enquanto eles vão dando uma de espertos. Vamos ficar ligado, diretoria!!!!!

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post