Joel Santana é um fanfarrão

Com Joel, o Bahia estava mal no Baianão

Tricolores, o nosso glorioso Joel Santana, técnico do Flamengo, é um fanfarrão. Teve a cara de pau de dizer que armou o time do Bahia que foi campeão baiano este ano e merecia também ganhar uma faixa pelo título. Ele não armou porcaria nenhuma. O time nas mãos dele no campeonato regional, mesmo enfrentando fracos adversário, estava como um barco sem rumo, jogando mal e não despertando nenhuma confiança. Se ele não saísse, dificilmente ganharíamos o Baianão, até porque o ilustre treinador estava louco para ir embora. Aliás, ele chegou aqui no ano passado pouco tempo depois de ter dado declarações polêmicas sobre num canal fechado, afirmando primeiramente que não era o momento de voltar a trabalhar no Bahia e, em outro contexto, falou que queria treinar peixe grande e não sardinhas. Essa situação serviu como um gancho de gozações usado pelos antiBahias, principalmente os torcedores do representante baiano na segunda divisão. Eu, particularmente, não achei que ele incluísse o Bahia como time pequeno, mas as declarações geraram um grande mal-estar para a Nação tricolor.

Não posso deixar de reconhecer que, na primeira passagem de Joel pelo Bahia, em 1994, ele armou o time muito bem, que foi campeão baiano e chegou entre os oito melhores do Brasileirão. Fez realmente um trabalho que deixou saudades. Retornou ao Bahia no ano passado e, quando aqui chegou, o time tinha acabado de dispensar o fraco René Simões, estava fazendo uma campanha muito ruim, quase na zona de rebaixamento, e a chegada dele, se não vez o time evoluir tanto tecnicamente, pelo menos deu nova motivação e garantiu, aos trancos e barrancos, nossa permanência na Série A e a última vaga para a Copa Sul -Americana.

De certa forma, portanto, nas duas passagens que teve por aqui, ele obteve sucesso, mas, na sua saída este ano, eixou a torcida na bronca, pois ficou claro que só aceitou vir pra cá para fazer o trampolim. Assim que apareceu um “peixe grande”, como ele mesmo disse, caiu fora, deixando a equipe a ver navios.  Na realidade, Joel só veio para o Bahia porque estava sem mercado, tendo sido demitido do Cruzeiro. Ele atualmente está na corda bamba como técnico do Flamengo e uma derrota amanhã pode concretizar a sua saída. Vamos torcer para que o Bahia broque o time do Rio para Joels Santa perceber que o mundo dá muitas voltas…

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post