Mais paciência com Elias

Contra o Sport, em Pituaçu, Elias fez o primeiro gol com a camisa do Bahia

Tricolores, o fato de Elias ter perdido algumas oportunidades de gols nos jogos contra o Internacional em Porto Alegre e contra o Botafogo do Rio em Pituaçu não demonstra que ele seja um atacante tão ruim, como boa parte da torcida vem falando. Claro que o jogador de ataque que desperdiça oportunidades perde pontos e conceito com a massa e esse tem sido o grande problema de Elias. Ele fica afobado na hora da conclusão para o gol e acaba perdendo. Apesar disso,  vem sendo um jogador altamente participativo, incisivo, que vai para cima das defesas adversárias, dando um trabalho danado. Na realidade, ele é homem de beirada, que prepara as jogadas para o atacante de área marcar. Não é tão afeito a conclusão de jogadas, não.

Quando ele estreou no Bahia contra o Sport, no primeiro turno, recebeu uma bola livre e, contrariando o que vem acontecendo agora, teve a frieza necessária para colocar no canto do goleiro Magrão e fazer o primeiro gol do Bahia no triunfo por 2 a 1. No jogo de domingo, ele fez uma jogada de ponta, passando por dois adversários e rolando para Lulinha, e o lance terminou num chute de Gabriel que quase fazia um golaço. Contra o Sport em Recife, acertou um chutaço na trave e deu passe para Élder fazer nosso gol de empate. Elias parte pra cima, tem velocidade e sabe driblar, além de muitas vezes dar assistências aos colegas. Além disso, não há bola perdida para ele, que acredita em todas e ganha muitas delas. É muito mais eficiente do que Zé Roberto, pois tem maios preparo físico e mais velocidade até mesmo pelo fato de ser bem mais jovem. Só precisa ter mais calma e caprichar mais na conclusão das jogadas.

Com a ausência de Souza e de Jones Carioca, Elias deve continuar no time, formando dupla ofensiva com Gabriel e sendo abastecido por Zé Roberto no meio. É uma pena que Lulinha só mostre serviço quando entra de segunda, senão a equipe para começar jogando, no meu modo de ver, seria com Gabriel no meio e Lulinha e Elias como dupla de atacantes, como foi no segundo tempo do último domingo, que deixou o time extremamente rápido e ofensivo. Confesso que, apesar de desperdiçar muitas chances de gol, confio muito no potencial de Elias e sei que, quando ele voltar a marcar, vai fazer mais e mais gols. Temos que dar o desconto porque ele veio do humilde Resende, do Rio de Janeiro, e é a primeira vez que está jogando num clube grande como o nosso. Vamos acreditar pois acho que ele ainda vai nos dar muitas alegrias.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post