Motivação não falta para o jogo contra a Portuguesa no Estádio do Canindé

Souza comemora o último gol que fez pelo Bahia: contra o Vasco no dia 9 de setembro

Tricolores, será que algum de vocês se lembra quando aconteceu nosso último triunfo neste Brasileirão? Pois é, tem tanto tempo que pouca gente se recorda de imediato. A última vez que fizemos três pontos foi no dia  29 de setembro, quando vencemos o Botafogo do Rio por 2 a 0 em Pituaçu. Outra perguntinha: alguém sabe qual foi a última vez que Souza marcou com a camisa do Bahia. Difícil de lembrar, né verdade? Foi contra o Vasco no dia 9 de setembro. Essas duas situações são motivações a mais para conseguirmos um grande triunfo contra a Portuguesa, depois amanhã no Canindé. As outras motivações a gente está careca de saber: melhorar a posição na tabela, igualar a pontuação de um dos nosso concorrentes e nos afastar mais do perigo de rebaixamento.

Já está na hora de voltarmos a vencer neste Campeonato Brasileiro e nada melhor do que o jogo ser em São Paulo, onde, em cinco jogos nesta competição, vencemos três, empatamos um e perdemos um. Ou seja, estamos com um saldo positivo e vamos partir para melhorar mais ainda essa performance em solos paulistas. Souza completará contra a Lusa  70 jogos com a camisa do Bahia e está devendo uma grande atuação e gols, pois seu jejum já tem muito tempo, mesmo levando-se em consideração que ele ficou de fora vários jogos. O pior é que o Caveirão vem perdendo gols, como aconteceu contra o Internacional em Porto Alegre e contra o Grêmio, sábado passado. Está na hora de dar um basta nisso, afinal artilheiro como ele não fica muito tempo sem balançar as redes.

Pois é, motivação é o que não falta para esta partida, que está sendo considerada uma decisão pelos dois times. Vamos torcer para que nossa equipe volte a conquistar um grande triunfo e que nosso artilheiro Souza faça as pazes com os gols, nos ajudando a fazer a festa em Sampa, cuja torcida tricolor deverá comparecer em massa, quem sabe até em número maior do que a torcida adversária, como aconteceu na Copa do Brasil deste ano.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

3 Comentários