Quem será o lateral-direito domingo?

Lucas é uma das opções para substituir Neto

Tricolores, com  a suspensão do lateral-direito Neto para o jogo contra o Náutico no próximo domingo, o treinador Jorginho tem algumas opções para colocar na posição. Mádson, que seria o substituto imediato, está contundido, mas nosso técnico está em dúvidas em relação a quatro outras alternativas: a improvisação de Fabinho, o retorno do experiente Coelho, ou a entrada dos jovens Gil Bahia ou Lucas, que são do time sub-23. Cada uma delas tem prós e contras. Jorginho tem que ter muito cuidado nessa escolha pois quem entrar jogará no lugar de um dos jogadores mais importantes do time, que vem jogando bem e marcou nosso gol do triunfo contra a Ponte Preta. A responsabilidade de quem entrar será muito grande.

Não concordo com a volta de Coelho, que se recuperou da contusão que o afastou dos gramados desde o Campeonato Baiano. Esse jogador, desde que aqui chegou, sempre demonstrou falta de ritmo e falta de preparo físico e é muito temerário colocá-lo num jogo decisivo desses. Aliás, ninguém entende até hoje o porquê de o Bahia renovar o contrato dele, que terminaria no meio deste ano e foi expandido até dezembro. Ele, além de um fraco primeiro semestre, nem foi utilizado no segundo. Na realidade só deu prejuízos até agora, pois com certeza o salário dele é um dos maiores da equipe. Em relação aos dois meninos da base, Gil Bahia já entrou em alguns jogos, contra o Palmeiras e Corinthians no primeiro turno, e não comprometeu, embora não se destacasse. Lucas só jogou no time A do Bahia, contra o Serrano pelo baianão, e está cheio de vontade. De repente pode ser uma boa opção.

Jorginho também pode utilizar o polivalente Fabinho, que este ano jogou algumas partidas nessa posição. O problema é que, com Fabinho, nosso time perderá muito no apoio, embora defensivamente fique mais compactado. Se optar por Fabinho, seria interessante que Jussandro, o lateral-esquerdo, tivesse mais liberdade para apoiar, compensando a falta de apoio no lado direito, senão o time vai sentir muita falta de Neto, que sempre participa ativamente das nossas jogadas de ataque.

Seja quem for que Jorginho escolha, o importante é que entre na partida com confiança, com o espírito de lutar com todas as forças para suprir a ausência de Neto e nos ajudar a conquistar um grande triunfo nessa verdadeira batalha que deveremos travar contra o Náutico, domingo em Pituaçu.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post