Suspensão de Souza foi exagerada

Souza foi castigado pelo Tribunal da CBF

Tricolores, como foi rigoroso o tribunal da CBF, que suspendeu por quatro jogos o Caveirão Souza, por ter agredido um jogador do Botafogo com uma cotovelada no calor de uma disputa de bola. Claro que Souza, como jogador experiente, poderia ter evitado essa situação, até porque a agressão é uma atitude completamente equivocada. Mas eu gostaria de saber que, se Souza fosse jogador de times do eixo Rio-São Paulo, a punição seria tão severa.  Eu duvido e muito. Nem por doping os atletas de clubes dessa região têm a punição que deveriam. Lembro, perfeitamente, que o goleiro René, que defendeu o Bahia em 2010, levou uma pena bem grande por ter tomado, sem saber, um medicamento que continha substância proibida. A mesma coisa havia acontecido com um jogador do Santos e o ele acabou absolvido. Eles usam dois pesos e duas medidas quase sempre.

O fato de a CBF ficar no Rio acaba determinando certas decisões. O tribunal também deveria julgar jogadores que usam de artifícios para induzir os juízes a marcar pênalti a favor dos times que defendem. Se fizessem isso, o tal Íbson, do Flamengo, pegaria um gancho grande, pois em dois jogos neste Brasileirão simulou ter recebido falta dentro da área e, coincidentemente, o mesmo árbitro deu os dois pênaltis. Será que pegaria alguma punição?? Claro que não. Arrajavam um jeito de absolver o cara. Mas é isso mesmo. Não bastasse o apartheid da divisão dos recursos de TV, com os times do Nordeste recebendo uma cota bem menor, as decisões da CBF acabam sempre beneficiando os times que têm mais poder de mídia, infelizmente. Outro exemplo que posso citar é a punição que foi imposta a Bolívar, zagueiro do Internacional, que, de forma criminosa, tirou o lateral Dodô, do Bahia, dos campos desde o final do ano passado. Ele foi punido num dia e absolvido no outro. Quero saber que, se Bolívar tirasse Neymar dos campos, seria abolvido. Eu duvido.

O negócio é evitar  problemas para não levar a pior. Cabe agora à diretoria do Bahia, pelo menos, tentar reduzir essa pena absurda, pois nossa equipe ficar sem Souza por tantos jogos será excessivamente prejudicial. Vamos torcer para que os homens que dirigem o Bahia se mexam e consigam uma redução de pena, embora em não acredite que vá conseguir, pois Souza não é jogador do Flamengo, Vasco, Botafogo, Corinthians, Internacional etc. etc.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post