Valeu, Falcão. Bem-vindo, Caio Jr.

Tricolores, como era de se esperar, Falcão foi demitido do cargo de treinador do Bahia. Temos que agradecer pela grande conquista que ele obteve no nosso tricolor, ao ganhar no título de Campeão Baiano deste ano, coisa que não acontecia há uma década. Sempre vamos lembrar dele por causa desse título e pela maneira educada de tratar a todos. No Baianão, nosso time teve ótimos momentos, mas caiu muito de produção na reta final, ganhando o título em dois empates nos jogos decisivos por ter feito melhor campanha na fase de classificação (tinha nove pontos a mais que o Vice)

No Brasileirão, o time faz campanha horrorosa e, embora a diretoria seja a principal culpada, por não contratar jogadores que supram nossas carências, Falcão também tem uma enorme parcela de culpa, principalmente por insistir em jogadores que não foram aprovados, como Danny Morais e Jones Carioca, e não dar chances a nenhum dos garotos da divisão de base. Por que não colocar o meia Paulinho ou Fabio Gama no time, por exemplo???? Precisamos confiar no trabalho das nossas divisões inferiores.

Confesso que concordo com a saída de Falcão, pois penso que o elenco pode ganhar uma motivação maior, fazendo com que os titulares procurem mostrar mais serviço e os reservas possam ter a esperança de conseguir uma chance para segurar a posição. Ao mesmo tempo em que concordo com a saída do treinador, tenho plenas convicções de que é necessário que seja feita uma pequena reformulação no elenco, com algumas dispensas e contratações, para que o time mostre outra cara e os resultados positivos comecem acontecer. A motivação que o novo treinador, Caio Júnior, passará ao elenco, aliada a contratações que reforcem o time titular, pode gerar frutos positivos que façam o time sair da incômoda zona de rebaixamento.

CAIO JÚNIOR – O novo treinador, Caio Júnior, fez um trabalho muito bom no Paraná Clube em 2006, levando o time paranaense à Libertadores. Espero que ele consiga dar um padrão de jogo ao Bahia que permita que o time saia da zona maldita e não volte a ocupá-la nunca mais. Que o novo treinador seja bem-vindo e que tenha toda a sorte do mundo no comando do nosso Esquadrão de Aço.

Autor do post:
Kleber Leal

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário

  • Claudir Reis

    Falcão não tem nenhuma culpa por esta campanha desastrosa do nosso tricolor de aço!
    Jogadores sem raça, sem o compromisso de orientar, sem a coragem de bradar no pé do ouvido do outro quando enfeitam jogadas que deveriam levar perigo ao adversário, sem concentração no momento do passe e esse grupo erra passes absurdos, entregam a bola ao adversário de uma maneira inacreditável! O passe é um fundamento básico do futebol! Pelo amor de Deus! Estes jogadores não estão minimamente preocupados com a consequência negativa de uma derrota ou um empate. Empatar um jogo suado, disputado, corrido é outra história! Enfim, esse é o Bahia que pensa sempre, que está tudo bem por que a torcida apoia e ama desesperadamente esse clube de tantas maravilhosas jornadas! Esses caras não sabem o que é amor à camisa!