Eis que chega o Mundial…

Peço perdão aos leitores corinthianos deste digníssimo espaço. Após algumas semanas ausentes devido a compromissos estudantis, profissionais e viagem de férias, volto para nunca mais deixar de compartilhar meus sentimentos com relação ao maior clube do Brasil, nosso Coringão.

Lembro-me do início do ano, em que fomos campeões da Copinha, vencendo o Fluminense na final, em que disse a alguns amigos: Este ano é o ano do Timão, escrevam o que estou falando.

Eis que veio o Paulistão ensaiando jogar por água abaixo tudo que havia confidenciado de positivo aos meus chegados. Perdemos a classificação nas quartas de final para a Ponte Preta num jogo horrível, em que a macaca soube neutralizar nosso esquema de jogo e sair com a vitória. O que ouvi de nego dizendo que se amarelamos para a macaca, imagina o que iria ocorrer nas fases decisivas da Libertadores.

Confesso que fiquei meio apreensivo com nossa queda inesperada no Paulistão, mas o time em campo jogando a Libertadores não me deixava sentir este medo. A pressão de nunca termos ganhado o torneio parecia não abalar os jogadores. Não significava que nós torcedores deixaríamos de roer as unhas ou dar socos na parede durante os jogos, principalmente naquele contra o Vasco em que o Diego Souza consagrou nosso grande goleiro Cássio, mas a tranquilidade do time em campo nos dava a certeza que dessa vez, até que enfim, o time estava preparado psicologicamente para vencer o torneio.

Os antis sentiam o clima, em um dos meus posts aqui neste espaço, comentei sobre o fato dos torcedores adversários admitirem o medo de verem o Corinthians campeão da Libertadores. Jogo a cada jogo os caras mudavam de time, mudavam de cor, mas o Corinthians não mudava, vencia e ia eliminando um por um. As redes sociais viraram uma verdadeira arquibancada, onde o Brasil estava nitidamente dividido entre Corinthians e o resto. Eram inúmeras discussões e bate bocas. Os antis estavam se sentindo num inferno cheio de corinthianos chatos que não paravam de comemorar cada vitoria.

A final contra o Boca foi o ápice do entrave e o Corinthians, merecidamente e de forma invicta, enterrou uma piada de mais de cinquenta anos. Venceu a Libertadores da melhor maneira possível. A cidade virou um verdadeiro purgatório para os antis, que não aguentavam mais ouvir falar de Corinthians.

Pois é, eis que o final do ano chegou. As luzes de natal já iluminam timidamente as ruas. Os shoppings já enfeitam seus espaços para a correria das compras e o campeonato brasileiro já tem seu campeão, quase todos seus rebaixados (chupa porco) e suas definições quase que completas. Quando você achava que tudo que pudesse acontecer no mundo desportivo já havia acontecido, chega o Mundial de Clubes da FIFA.

O sorriso dos fabricantes de fogos de artifício aumenta de novo, os vendedores de camisas do Chelsea se animam novamente e nós, corinthianos, voltamos com a pressão gostosa de disputar um torneio importante. Neste caso, simplesmente o torneio mais importante do mundo.

Dia 06/12 às 08h45 entram em campo Sanfrecce Hiroshima, campeão japonês, contra o Auckland City, campeão da Oceania. Quem vencer pega o Al Ahly SC, campeão africano. Desta chave, sai o adversário do Corinthians, campeão sul-americano e que disputará seu primeiro jogo dia 12/12 às 08h30 do horário de Brasília.

Na outra chave está Ulsan Hyundai, campeão asiático, que enfrentará o Monterrey do México, campeão das Américas Central e do Norte. O vencedor enfrenta o Chelsea, dia 13/12 às 08h30. A final está marcada para o dia 16/12 às 08h30. Espero que meu Coringão esteja lá em busca do bicampeonato.

O time japonês tem uma curiosidade. Está no torneio por ter sido campeão japonês. E pelo fato do Mundial estar sendo disputado no Japão, a regra diz que o pais anfitrião tem direito a uma vaga no torneio. Alguma semelhança com o Mundial da FIFA no Brasil em 2000?

Pois é, agora é esperar, vestir o manto sagrado nas manhãs dos jogos e se Deus quiser, coroar este ano, que vai entrar para a história do Sport Club Corinthians Paulista, com mais este título.

CORINTHIANS GRANDE!!

Siga a Geral do Corinthians no Twitter (@geral_timão) e seus colunistas Julio Cesar (@juliocesar1505), Sandro Terranova (@sandroterranova) e Tchelo Rodrigues (@tche_rogrigues)

Autor do post:
Julio Cesar

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário