Na moral e na humildade

Em tom de agradecimento, os Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do país, homenageou o elenco do Corinthians com placas parabenizando pelo título da Libertadores da América. O agradecimento feito na última sexta mostrou não só a lua de mel da torcida com o time, mas também um posicionamento que ainda não havia visto de nenhuma torcida organizada do país.

A surpresa fica por conta do pedido de desculpas ao técnico Tite por terem pedido sua cabeça na precoce eliminação da Libertadores em 2011. Reconheceram que o Corinthians por meio de sua diretoria agiu certo e que eles (torcedores) estavam errados. Isto se chama humildade e parabenizo muito os Gaviões por esta atitude.

Gostaríamos que você ficasse o resto da vida no Corinthians”. Palavras do Donizete, presidente da Torcida ao técnico Tite. De fato um posicionamento diferente. Não que seja estranho a torcida homenagear o clube, mas normalmente é na arquibancada e nos treinos que ela mostra o prestígio. Mas os Gaviões fizeram questão de ir ao CT entregar uma placa.

Nós como torcedores temos o lado fácil da questão que é cobrar e querer trocar tudo quando dá errado. Pode ser fácil para nós que estamos do lado de fora, mas temos o direito a isto, já que ao pagarmos o ingresso para prestigiar o time em campo, assinamos o “contrato” fictício de exigir um espetáculo que nos agrade. Amamos o clube e muitos têm sua vida relacionada a ele. Mas a cobrança de fora é um pouco superficial e nisto temos que concordar. Quem está no dia a dia dos treinamentos e das concentrações sabe o que se passa lá dentro. Se não gostamos de uma substituição, logo pegamos no pé. Mas não sabemos o real motivo daquela troca, se foi motivada por um problema físico ou apenas opção do técnico. De fora analisamos com a paixão de um torcedor. Queremos o melhor para que nos sintamos felizes com o time. Por isso a surpresa com a atitude dos Gaviões. Foram humildes e reconheceram que a paixão, naquele momento que pediam a saída de Tite, estava equivocada. E o trabalho contínuo feito depois mostrou isso.

Torcidas organizadas, torcedores “normais”, profissionais de dentro do clube, temos todos objetivos em comum de elevar cada vez mais o nome do Corinthians ao ponto mais alto, com respeito mútuo do clube ao torcedor e do torcedor ao clube, em prol do espetáculo do time em campo. Em prol do Grande Corinthians.

Parabéns aos Gaviões, que neste espetáculo merece aplausos tanto quanto o time.
PLAP, PLAP, PLAP…

Sócrates

A Libertadores fez um bem danado ao Corinthians que viveu dias de homenagens no Parque São Jorge. Mas uma delas, que acontecerá no próximo sábado, dia 28, não tem ligação com nenhuma taça vencida pelo clube, e sim com um dos maiores ídolos que a Fiel já teve. Doutor Sócrates terá um merecidíssimo busto em sua homenagem pelos serviços prestados ao clube, e porque não dizer ao Brasil, já que a Democracia Corinthiana foi um movimento de âmbito nacional e teve ligações fortes com as Diretas Já, concretizadas anos depois.

Sócrates foi muito mais que um jogador de futebol, foi um ídolo de uma geração que viveu momentos difíceis com o desempenho do Corinthians em campo, e morreu de certa forma, como queria, num domingo e com o Corinthians campeão.

CORINTHIANS GRANDE!!

Siga a Geral do Corinthians no Twitter (@geral_timão) e seus colunistas Julio Cesar (@juliocesar1505), Sandro Terranova (@sandroterranova) e Tchelo Rodrigues (@tche_rogrigues)

Autor do post:
Julio Cesar

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post