Não há derrotas definitivas para o povo

O Corinthians na Libertadores é igual assistir o seriado do Chaves: todo mundo já sabe o final, mas dá risada mesmo assim. É igual político fazendo campanha: promete tudo e não faz nada. É igual uma vaca em cima de uma árvore: ninguém sabe como ela chegou ali, mas vai cair de lá a qualquer momento.

Perder uma Libertadores é humano, perder todas é corinthiano.

Corinthians campeão da Libertadores. Qual nome do filme? “Avatar”. Ou melhor: “A espera de um milagre”. Melhor ainda: “O mentiroso”.

O Corinthians tinha o sonho de ganhar a Libertadores, mas o Ronaldo Fenômeno veio e comeu.

Um corinthiano perguntou para Deus se o Timão nunca ganharia uma Libertadores… Deus respondeu: “Sim, mas não na minha gestão.”

A verdade é que o Corinthians não conquista a América nem jogando War. Aliás, se Cristóvão Colombo fosse corintiano nunca iria ter descoberto a América.

Os 4 grandes paulistas já chegaram na final da Libertadores: Santos, São Paulo, Palmeiras e São Caetano.

O que o corinthiano faz quando ganha a Libertadores da América? Aí depende. Alguns acordam. Outros desligam o vídeo-game.

Se você tem Libertadores bata palma!

Se um dia eu tiver uma filha ela vai se chamar Libertadores. Assim nenhum corintiano encostará nela! Eu realmente dou risada com esta!

Fiado? Só quando o Corinthians for campeão da Libertadores. Empréstimo? Só quando o Corinthians for campeão da Libertadores. Teremos um “crash”, portanto.

O Corinthians é o melhor do melhor do mundo em não ganhar a Libertadores.

O Corinthians é eliminado de três Libertadores seguidas e pede música no “Fantástico”.

Em 2000 foi na semi. Em 2006 nas quartas. Em 2010 nas oitavas. Em 2011 na pré. Mais um pouco e será eliminado no sorteio.

Eu juro que eu estou rindo aqui. Juro.

Só que, mais engraçado do que todas estas piadas juntas e mais aquelas milhares que não couberam aqui, só a cara deles diante do povo nas ruas.

É que, para a Libertadores, faltava o título do Corinthians. Para o Corinthians, nada faltava. Para eles, não sobrou nem a piada.

O Corinthians permanece o mesmo. Quem cresceu agora foi a Libertadores.

E o povo canta forte. O povo canta alto. O povo faz festa de verdade. É ano novo. Essa torcida merece.

Solte sua voz, Fiel.

Não há derrotas definitivas para o povo.

 

—–

Tchelo Rodrigues (@tche_rodrigues) assina a coluna “Glória e paixão” na Geral do Corinthians, todas às sextas-feiras.

Autor do post:
Tchelo Rodrigues

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

8 Comentários