Ceará é o melhor estado e o melhor lateral

O contagiante bom humor cearense. (Foto; Denilton Dias / VIPCOMM)

Sou identificado com os cearenses. Tenho uma semelhança CRANIANA, digamos assim, com o povo do Ceará. Além disso, sou metido a querer fazer piada com tudo. A maioria das minhas piadas são ruins. Mas as piadas do Didi Mocó Sonrisal Colesterol Novalgino Mufumbo também são e ele continua aí ganhando dinheiro com isso até hoje, né? Então, desde já, aviso que essas parecenças que nutrem a minha afeição pelo Ceará podem colocar sob desconfiança o que vou dizer nesse texto sobre o novo dono da camisa 2 celeste, que é homônimo do estado em questão.

Evoco diretamente de Quixeramobim, lá do sertão cearense, o grande Carro Velho, o Rei do Elogio, para parabenizar o Ceará, um lateral SUBJESTIVAMENTE qualificado, que tem feito um começo de trabalho magnífico pelo Cruzeiro com a sua AOMILDADE e a sua SIMPRICIDADE. Tudo isso, claro, dentro da consequência MEDIOVÁIGEL. Enfim, todo respeito TECNOLÓGICO ao Ceará porque, finalmente, parece que agora temos pelo menos um bom lateral nesse elenco do Cruzeiro!

Depois de três derrotas seguidas do time celeste, Ceará teve sua estreia antecipada para que Diego Renan fosse jogado da lateral-direita para a lateral-esquerda, permitindo ao Éverton largar a vida de JOGADOR IMPROVISADO e seguir sua carreira como vendedor de ventilador. Acostumado à boa vida do futebol europeu, onde jogadores se preparam por mais de mês para disputar uma temporada de futebol, Ceará entrou no time com apenas uns 10 dias de trabalho na Toca II. Portanto, ele não estava nas suas melhores condições físicas para jogar, o que despertaria a clemência de nós, ~exigentes~ torcedores cruzeirenses, mas só até o primeiro erro que resultasse em gol do adversário, claro.

As expectativas sobre o Ceará mais ou menos bem não eram grandes, apenas esperávamos que as coisas melhorassem com a utilização de dois laterais de ofício. Não temos conhecimento suficiente da carreira dele, mas nada que gere grande culpa em quem gosta de futebol, afinal ele jogou na França nos últimos cinco anos – que pessoa sã acompanha futebol francês? Sabemos que o Ceará foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes pelo Internacional, o que nos faz ter o devido respeito pelo jogador. Seu grande rótulo era ter parado o Ronaldinho Gaúcho na final do Mundial, mas a gente sabe que quem para mesmo o Ronaldinho é a CÁTIA, então esse feito do nosso lateral não conta muito.

Entretanto, mesmo sem estar 100%, Ceará fez um jogo bastante digno contra a Portuguesa, jogando um tempo e meio, e foi um dos melhores jogadores, se não o melhor, da vitória contra o Flamengo, ficando em campo durante os 90 minutos. Ceará compôs a linha defensiva bem, sem se afobar dando botes aloprados e oferecendo espaço nas costas como estávamos acostumados a ver os ~laterais~ do Cruzeiro fazer, e apoiou com qualidade, sem desperdiçar descidas e fazendo ótimos cruzamentos. Além disso, ele ainda sabe bater escanteios e FALTAS. Essa esperança que ele nos dá de poder relembrar o que é um gol de falta no time do Cruzeiro anima muito também.

Repetindo, Ceará jogou bem assim sem estar na sua melhor condição de jogo. São apenas dois jogos pelo Cruzeiro, é muito cedo pra dar qualquer diagnóstico definitivo sobre o Ceará. Mas já projeto nele o melhor lateral-direito do Cruzeiro desde Maurinho. O fato dele saber levantar bola na área me faz pensar que ele será melhor que o Jonathan.

Parece que a diretoria do Cruzeiro acertou em cheio nessa contratação.

Abraços, seus abestados. 🙂

Autor do post:
Rafael Igor

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário