Dossiê Fábio: Ídolo ou mais um?

                                                                                                                                              2005 ->

Salve nação celeste. Os colunistas do Guerreiro dos Gramados João Henrique Castro e Stefano Poke Marchesini (também do Geral do Cruzeiro) tem o orgulho de apresentar nesta segunda-feira um projeto que visa colocar em questão um dos pontos que mais divide o torcedor cinco estrelas. A história do goleiro Fábio com a camisa cinco estrelas.

Depois de um árduo trabalho de pesquisa que envolveu a busca por imagens do arqueiro desde sua chegada ao clube, além de estudo sobre os jogos e os principais momentos vividos por Fábio desde que retornou ao clube após deixar a Toca da Raposa em 2000 e defender as cores do Vasco.

Informações como os penaltis defendidos por Fábio, títulos individuais e coletivos, desempenho na Bola de Prata, principal premiação do futebol nacional. Tudo isto e muito mais foi elencado pelos autores para embasar a sua argumentação, caríssimo leitor, na hora de discutir o espaço do atual camisa 1 na história do clube.

O trabalho foi feito com muito cuidado e atenção, tentando ainda manter uma certa dose de neutralidade, evitando conduzir os leitores à uma determinada posição acerca do goleiro. Nos próximos dias, você irá conferir, ano a ano (serão lançados dois textos por dia), o balanço da história de Fábio no Cruzeiro. Desde já, porém, fica a pergunta. Para você, Fábio pode ser considerado um ídolo da Raposa?

Em tempo: Ao final de cada texto, a opinião de um jornalista sobre Fábio será também apresentada. Além disso, cabe enfatizar o trabalho de arte do dossiê, realizado por Charles Faria (Guerreiro dos Gramados), bem como a seleção de vídeos, feita por Rodrigo Genta (cinegrafista do Golasô).

Autor do post:
Stefano "Poke" Marchesini

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

6 Comentários

  • stretch kramer

    Fabio nao e meu idolo nunca sera.Sorin e meu idolo

    • Márcio

      Fábio é um bom goleiro que tem nos ajudado muito nos últimos anos, principalmente nos dois últimos. Mas quando da sua aposentadoria seu nome perdurará por muito pouco tempo na memória dos cruzeirenses, pois a torcida se lembra dos vitoriosos e, infelizmente, o Fábio não ganhou títulos expressivos até hoje no Cruzeiro.

      Na minha opinião ídolo é constituído de feitos grandiosos e títulos, portanto o Fábio ainda não é ídolo, mas Há tempo para se tornar…

      • Guilherme

        Fábio é ídolo sim, ídolo não se faz só com títulos. Sorín foi ídolo, ganhou uma Copa do Brasil, mas saiu todas as vezes que teve uma proposta melhor. Fábio está no Cruzeiro segurando o rojão tem anos. Não entendo o por que de criar essa polêmica. Isso só serve para afastar mais um grande jogador do nosso time. Precisamos de união e apoio. Por que não questionam o WP9, Leandro Guerreiro, Matheus, Marcelo Oliveira e outros que não jogam nem no meu time de totó?

        • Dossiê Fábio – 2005: Com falhas em momentos decisivos, Fábio começa no Cruzeiro com temporada irregular » OsGeraldinos

          […] <- Introdução […]

          • Bernardo Pereira Moreira

            Fábio é um excelente goleiro. Mas não é meu ídolo ainda. Tomara que um dia chegue a ser!

            • Rafael Nobre Leite

              Fantástica a matéria! Uma análise completamente imparcial que vai muito além das discussões infundamentadas que , de um lado, têm um grupo de pessoas que o colocam como “Mão de alface” e chamam todos que o defendem de “Fabionetes”, e do outro lado pessoas que o defendem acima de qualquer erro.
              Fábio tem uma grande história no Cruzeiro, ninguém chega a 400 jogos por acaso. Ao longo desses anos Fábio foi marcado por grandes atuações, mas por falhas em jogos importantes. Eu estava no grupo que o criticava pelas bolas paradas em 2005-2006, principalmente após a eliminação da copa do Brasil pelo Paulista, mas foi um aspecto que Fábio evoluiu muito. Teve seu auge entre 2008-2010, mas não posso culpá-lo pelos times ridículos montados nos últimos dois anos.
              Fábio ainda tem pouco mais de um ano pra brigar por sua vaga na copa do mundo, e tem total capacidade pra isso. O Cruzeiro montou um elenco forte pra 2013, só resta esperar que dê tudo certo.