É pra empolgar com esse jogo? [Grêmio x Cruzeiro – Brasileirão 2012]

Não vamos pra Libertadores. Também não vamos cair. Então o que vamos fazer nessas rodadas que restam do Dilmão 2012? Se você respondeu torcer para o Palmeiras cair porque o Alex não quer jogar Série B na sua volta ao Brasil, você acertou. Também vamos secar o Atlético, se é que isso é necessário já que falamos do time mais zicado do Brasil treinado pelo técnico mais zicado do Brasil. Porém, estamos sem vencer há seis jogos, então também torcemos para que, dentro de campo, o Cruzeiro recupere a dignidade.

O adversário desse sábado é o Grêmio, tradicional freguês, mas que ostenta o terceiro lugar no campeonato. A gente podia até pensar em entregar esse jogo pra prejudicar o Atlético. Mas o Fluminense parece que já tomou conta da taça (valeu, Fred!) e o Grêmio demonstra estar satisfeito somente em conquistar uma vaga na Libertadores, não em passar o nosso rival e tentar sair de uma fila que é maior que a nossa. Então, vamos para o Olímpico para vencer (como se fosse fácil).

Pela primeira vez neste Brasileirão, o time celeste repetirá a formação titular em dois jogos seguidos. Isso seria ótimo se finalmente o Roth tivesse achado a formação ideal. Mas não é o caso, já que Anselmo Ramon jogando ao lado de Borges no ataque não é a melhor opção e porque Marcelo Oliveira e formação ideal não podem fazer parte do mesmo contexto. Mas vamos acreditar que o Marcelo só será titular porque Tinga e Charles estão machucados. Essas contusões também abriram espaço para Arias fazer seu segundo jogo oficial pelo Cruzeiro, ele que estreou bem após NOVE MESES só treinando e vendo Marcelos Oliveiras, Amarais e Rudneis terem chances de jogar.

Não vamos nos enganar. O nosso time passa a impressão que melhorou contra Vasco, São Paulo e Internacional, mas as atuações nesses jogos só foram aceitáveis porque o time apresentou um futebol abaixo da crítica nos jogos anteriores a esses. Então, sem grandes expectativas contra o Grêmio, que tem tudo para nos vencer com gols de Marcelo Moreno, Kléber e NALDO, para manter o costume do Cruzeiro de sofrer gols de seus ex-jogadores.

De qualquer forma, vamos, Cruzeiro!

Autor do post:
Rafael Igor

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post