Ensaio sobre a cegueira (dos árbitros)

Yeah, fui escalado pra próxima rodada!

E aí, tudo azul?

No jogo contra o Guarani da Capital Paulista, vimos nosso time ser favorecido pelo soprador de latinha e seus assistentes de quadr… Ops, de trabalho. Só que nosso maior rival também foi beneficiado por um erro de arbitragem ao enfrentar o Fluminense no Engenhão. Sendo que sempre ouvimos falar que éramos roubados por times paulistas e cariocas. Será que são consequências do final (já garantido) do mundo ou o quê?

No duelo contra o Guarani da Capital, eu concordo sim que o árbitro Fabrício Neves errou em momentos cruciais contra o time da Barra Funda, principalmente no lance do primeiro gol, o pênalti no Montillo. Só que a arbitragem toda foi um lixo, um caminhão de faltas mais inventadas que nota de R$ 3,50 com a foto do Paulo Maluf.

Exemplos de vezes nas quais já fomos assaltados não nos faltam. Até títulos brasileiros nós já perdemos graças aos inúmeros erros da mais que amadora arbitragem brasileira. Perdemos até uma Copa Mercosul para o mesmo Palmeiras “roubado” desse domingo. Só que o “choro” de quem é de fora do Eixo Rio-São Paulo sempre foi mais alto. É que nem a música dos “DJs de ônibus”, você só escuta aquilo, não consegue ouvir nem o motor, nem a buzina e nem o seu próprio celular tocando.

Aí vocês falam: “Nossa, Pedro! Você é um babaca que defende os times paulistas e cariocas?” É claro que não defendo – o babaca fica a critério de vocês –, mas os juízes erram contra e a favor de todo mundo. Exceto no caso do Corinthians, que sempre é, sempre foi e sempre será favorecido por todo e qualquer juiz que apitar em território nacional.

Tirando 2005, onde realmente foi desmascarada uma operação que envolvia alterações nos resultados dos campeonatos, não podemos afirmar absolutamente nada sobre nenhum jogo que já aconteceu no país. Se provarem mais alguma coisa, aí sim poderemos falar que tal juiz é ladrão, ajuda um ou outro time. Mas por enquanto, isso tudo só serve para pautar o Linha de Passe da ESPN em todas as segundas. Até porque deve ser foda para montar um programa esportivo tão bom sem ter os direitos de transmissão do Brasileiro.

Só que os “profissionais de arbitragem” são ruins. Mas não é aquele ruim tipo o Diego Serelepe – quem se lembra, hein? –, que faz uma partida boa às vezes e engana todo mundo. É um ruim tipo o Éverton mesmo, que erra tudo o que pode, o que não pode e irrita todo mundo o tempo inteiro. Parece que o pré-requisito para ser árbitro na CBF é ter problemas de visão e de noção. Fora que eles nunca entram em forma. Existem árbitros na Série A, que deveriam correr 90 minutos, mais gordos do que eu, que nem peladeiro de final de semana sou. E quando eles querem aparecer mais que a Carminha e a Nina juntas? Aí ninguém segura!

Costumo dizer que se existe um inferno – eu não acredito em inferno, mas tudo bem – ele é gerido por um comitê formado por Sandro Meira Ricci, Marcelo de Lima Henrique, Péricles Bassols e Francisco Carlos do Nascimento. Como eles são ruins, puta que pariu! Nós éramos felizes com o Sidrack Marinho, o Wilson de Souza Mendonça, o Márcio Resende “Excelente Comentarista, só que ao contrário” de Freitas, o Carlos Eugênio “Cabelinho boi lambeu” Simon e não sabíamos.

É cada jogo mal apitado, com uma total falta de critérios nas faltas, nos pênaltis, nos escanteios. Tem juiz apitando na Série A que não faz absolutamente nada o jogo inteiro, apenas se preocupa se os treinadores estão com uniformes que podem ser confundidos com os uniformes dos jogadores ou se eles terão suas “autoridades” questionadas por alguém.

Isso vem muito da falta de profissionalismo dos nossos sopradores de latinha favoritos. Por exemplo, o Bassols é árbitro de futebol e DENTISTA (?) ao mesmo tempo. O que leva um cara a sair de seu consultório para apitar jogos de futebol? Para apitar mal ainda, cara! E isso vale para todos os juízes do país, que ganham até bem durante os campeonatos, mas não têm uma dedicação exclusiva exigida. Aí fica aquele samba do crioulo doido. Teve o caso do Beltrami, que era árbitro e delegado de polícia no Rio de Janeiro ao mesmo tempo. Aí o cara se envolveu em um esquema de propinas e está preso neste exato momento.

O mesmo vale para os péssimos bandeirinhas que atormentam todos os nossos finais de semana. É um festival de impedimentos não marcados, outros marcados que não eram, inversões de laterais, bandeiras caindo no chão e tudo mais que vocês podem imaginar. Como eles são terríveis, Brasil!

E o que são esses novos assistentes que ficam ao lado dos gols? Fazem o quê? Só estão ali para dividirem ainda mais a parte da renda destinada à arbitragem? Porque sinceramente, eles são mais inúteis do que figurante de novela das 11 na Record. Não fazem nada, não opinam nos lances que deveriam opinar, o juiz nunca os consulta quando deveria e ainda assistem ao jogo em uma posição privilegiada. Eu também quero um emprego desses!

Enfim, nem adianta todas as torcidas reclamarem. Os times paulistas e cariocas foram sim mais favorecidos ao longo da história, mas isso é da péssima qualidade das arbitragens em todo o mundo. É o famoso “na dúvida apite para quem vai lhe trazer maiores benefícios”, só que eles sempre têm dúvidas, porque são abaixo da crítica!

E quanto à cartinha de protesto do Palmeiras, tenho certeza que o presidente da comissão de arbitragem não vai nem ler. Nós fomos assaltados pelo Marcelo de Lima Henrique aqui no Independência contra o São Paulo e o que aconteceu? Nada. Fora que ele ainda apitou o jogo seguinte contra o Internacional no Beira-Rio!

Só espero que nenhum juiz tente “fazer justiça” contra o Cruzeiro após a última partida.

E lembrem-se, se tudo der errado na vida, tentem ser árbitros de futebol!

Vamos, Cruzeiro!

Autor do post:
Pedro Oliveira

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

3 Comentários

  • Bernardo Pereira Moreira

    ahahahahah falou tudo…e adorei o título..
    e só nao viro juiz em respeito a minha mae..

  • Camila

    Já que não consigo fazer nada e estou levemente fora de forma… acho que vou virar juiz de futebol *-*
    Além de que tenho belas pernas e ficarei linda com aquele shortinho preto KKKKKKKKK

    Realmente é um absurdo o amadorismo dos árbitros brasileiros )-: