Entre Guerreiros e Gladiadores [Cruzeiro x Grêmio – Brasileirão 2012]

E aí, galera Cruzeirense!

Vem aí a nona rodada do Brasileirão 2012 e com ela um grande clássico do futebol nacional: Cruzeiro x Grêmio. Ambos os times buscam a reabilitação, já que perderam as duas últimas partidas, depois de um bom inicio de campeonato. A Raposa precisa da vitória para não se distanciar do virtual líder Fluminense (já que todo mundo sabe que o atual líder não passa de um cavalo paraguaio).

Cruzeiro e Grêmio sempre foram times muito diferentes e muito parecidos. A garra gremista e a técnica celeste são, em tese, opositoras, mas se colocam na história com trajetórias muito semelhantes, assim como nesse Brasileiro. Com uma distância de apenas dois pontos, Cruzeiro e Grêmio estão na sétima e oitava posições, respectivamente, com quatro vitórias cada. O ataque do Cruzeiro marcou onze gols até aqui, dois a mais que o Grêmio, enquanto as duas defesas foram vazadas oito vezes. São dois times irregulares, mas que de vez em quando fazem grandes partidas, tais como Botafogo 2 x 3 Cruzeiro ou Grêmio 2 x 0 Flamengo. Vamos ter que torcer pro nosso time entrar inspirado e pro Grêmio estar em mais um daqueles dias terríveis.

Eu ainda não encontrei um ponto forte nesse time do Cruzeiro. Não que o time seja ruim, mas não vejo um setor que se destaque. A nossa defesa até que vinha bem, mas tomamos cada gol nos últimos jogos que fica difícil elogiar. O meio-campo tem sido Montillo e mais um punhado de cabeças de bagre. De vez em quando sai algo, mas é raro. Já o ataque depende dos gols de Wellington Paulista. Nem preciso dizer mais nada, né? Portanto, o conjunto da equipe, que tem mostrado muita vontade nos jogos, é o que mais chama atenção no time de Celso Roth.

Enquanto isso, no Grêmio, temos um ponto a exaltar: o ataque. Sonho de muitos Cruzeirenses, Marcelo Moreno e Kleber Gladiador formam uma dupla de ataque e tanto. O estilo guerreiro de ambos caiu bem no tricolor gaúcho e a parceria tem dado certo. Como a torcida cruzeirense bem sabe, não podemos dar espaços pra nenhum dos dois, pois eles não perdem mais de duas chances de gol em um jogo. Olho neles.

Para essa partida, o Cruzeiro tem três novidades: Borges, que deve estrear; Ceará, que ainda não aguenta 90 minutos, mas treinou bem e pode participar da partida; e Lucas Silva, volante da base que foi convocado pela primeira vez. Wellington Paulista também volta a ser relacionado depois de estar suspenso. Mas se a lista tem duas novidades no ataque, por outro lado Wallyson sequer foi convocado. A batata dele assou de vez depois das várias atuações muito abaixo do razoável. Além disso, nossa única baixa é de Charles, lesionado. A escalação ainda não está definida, pois Roth tem feito mistério e ainda tem algumas posições em aberto. É certo que Léo volte para a zaga, com Diego Renan entrando na lateral-direita, mas o treinador ainda esconde quanto ao substituto de Willian Magrão, não convocado por força de contrato, e da escalação do ataque, podendo colocar Borges ou Anselmo Ramon ao lado do Wellington Paulista.

O Grêmio também não tem muitas baixas, com apenas Edilson, suspenso, e os laterais Julio Cesar e Fábio Aurélio, lesionados. Coisa rara no tricolor, já que foi o time que mais sofreu com lesões no primeiro semestre. Kleber e Leo Gago eram dúvida, mas treinaram e devem jogar. Uma importante novidade é a provável estreia de Elano. Devemos ter dois ex-santistas estreando em lados opostos no Independência.

Para jogar contra o Grêmio sempre se precisa ter muita vontade e raça e é exatamente esse o estilo que Roth tem implantado no Cruzeiro. Portanto, é só parar de cometer erros bobos na defesa como nas últimas rodadas que podemos conseguir um bom resultado. O time tem se encaixado aos poucos e no momento me parece um pouco mais arrumado que os gaúchos. Precisamos dessa vitória, pois já estamos quatro pontos atrás do Fluminense e cinco atrás do cavalo paraguaio. Três pontos significam parar um adversário direto e voltar ao G4 ou ficar bem perto dele, o que é o mais importante nesse momento do campeonato. Temos que mostrar que apenas um Gladiador não é páreo para onze guerreiros azuis.

Saudações Celestes.

Autor do post:
Altieres Losan

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post