Na festa do campeão [Fluminense x Cruzeiro – Brasileirão 2012]

Não vamos fazer como Atlético, que deu um galo de prata para o Borussia Dortmund e colocou seu mascote para balançar a bandeira do Estudiantes. Não, não somos ridículos assim. Mas a rivalidade é uma das coisas que movem o futebol e, portanto, sem vergonha alguma e com sorriso no rosto colocaremos a faixa de campeão brasileiro de 2012 no Fluminense neste domingo no Engenhão, título este que representa mais um fracasso do Atlético, que completou QUARENTA E UM ANOS sem conquistas de expressão. É muito divertido ter um rival assim.

Porém, depois de agradecer o Fluminense as boas (e únicas) risadas que demos neste campeonato naquele cerimonial que tem antes do jogo, quando a bola rolar é o manto azul com cinco estrelas que estará em campo e ele deve ser honrado. Então, a nossa obrigação é vencer e botar água na CAIPISAQUÊ do Fred. Para isso, até que enfim Roth dará uma chance para o garoto Élber como titular e também teremos a volta de Montillo, que cumpriu suspensão no último jogo. Verdade que com a grande atuação de Martinuccio contra o Bahia, nem precisávamos de outro argentino no domingo passado. Infelizmente, mais uma vez não poderemos ver a dupla portenha jogando junta porque Martinuccio está no Cruzeiro emprestado pelo Fluminense e há uma cláusula contratual que impede que ele enfrente o tricolor carioca. O Fluminense foi um clube tão bacana neste campeonato, poderia ter liberado o Martinuccio nesse jogo que não vai valer nada mesmo, né?

Outro desfalque importante é Fábio, que vinha com umas dores na panturrilha batata da perna direita há algum tempo e agora vai cuidar disso aí. Rafael, que já foi jogado na fogueira naquele clássico do 6 a 1 que nos livrou do rebaixamento no ano passado, agora terá a dura missão de evitar os gols que Fred sempre faz na gente e não comemora – como todos sabem, o bolso do Fred é tricolor, mas o seu coração é celeste. Ainda na defesa, Leandro Guerreiro será mantido improvisado como zagueiro, mesmo que desta vez tenhamos Victorino à disposição. Sei lá se não seria a hora de voltar a dar uma chance ao barbicha, até porque ele foi bem quando jogou ao lado de Thiago Carvalho, que será o outro titular da zaga.

No lado do Fluminense, embora seja um dia de festa, não teremos pipoca: Wagner está machucado. Além dele, um desfalque importante é Wellington Nem. Muito bom o Nem não jogar porque ele daria muito trabalho de marcação para o Éverton, que assim poderá se mandar para o ataque carregando na cabeça a coroa de Rei do Engenhão.

Obviamente, o Fluminense é favorito. Mas sem nada a perder e imerso no clima da festa do carrasco do Atlético nesse ano, o Cruzeiro pode se sair bem nesse jogo.

Vamos, Cruzeiro!

Autor do post:
Rafael Igor

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post