Nenhum jogador é maior que o Cruzeiro

Foto: Ari Ferreira

Num mundo ideal, jogador de futebol seria apenas um número. O camisa 10, o camisa 9, o camisa 1. Ninguém teria nome, rosto, nem seria importante para nossas vidas.

Quando eu escrevo camisa 9 no texto, quem você imagina? Eu imagino o Fred com a camisa do Cruzeiro (espero que ninguém imagine o Wellington Paulista). E quem é o Fred? Um jogador que ficou dois anos no Cruzeiro e não conquistou nenhum título. E por que a gente gosta tanto dele? Porque a gente gosta tanto do nosso time que transfere a paixão para os jogadores. E isso é terrível, pois os jogadores não pertencem aos clubes. São trabalhadores que passam por aqui e tentam fazer o melhor que podem para ganhar seus salários e se transferirem para times melhores, que paguem mais.

E é por isso que não vale a pena se apegar a jogador nenhum. Olha o nosso camisa 10, o Montillo. Ele provavelmente vai sair do Cruzeiro no ano que vem. E eu vou ficar muito triste, perder toda a esperança no futebol, odiar o presidente do Cruzeiro por um tempo, odiar o time que contratá-lo, ficar dois ou três jogos sem ir ao Mineirão. Vou perder algum tempo na minha vida me preocupando com um jogador que, francamente, não está nem ai para mim. Pois se estivesse, nunca sairia do Cruzeiro e jogaria de graça. E eu fiz a mesma coisa com o Fred e provavelmente farei novamente com o próximo grande jogador que for contratado.

Eu quero parar de fazer isso. Quero parar de me apegar aos jogadores. Pois no fim das contas a história é a mesma. Eles se vão e a gente fica.

A mentalidade a ser adotada é aquela repetida por todo mundo quando um grande jogador deixa o clube: “Nenhum jogador é maior que o Cruzeiro”. Essa é a verdade, é o que devemos sempre pensar. E é difícil. Mas eu vou tentar. A partir de agora vou tentar ser o mais racional possível e não deixar as transferências de jogadores me entristecerem.

Mas no caso do Montillo, acho essa situação da sua venda absurda. O cara é um dos melhores meias do Brasil. Joga numa posição chave do futebol, carente nos dias de hoje, é exaltado por companheiros, comentaristas, técnicos, qualquer um que tenha o mínimo de senso. E parte da torcida acha que “ele deve ser vendido mesmo”. Ah, vai catar coquinho (utilizei uma expressão antiga e retardada para não acabar com a classe do texto e do blog).

O povo me quer vender o Montillo, um dos melhores jogadores que eu já vi com a camisa do Cruzeiro. E depois vão ficar chorando que o Cruzeiro não tem craques, ídolos, que precisa de um bom camisa 10.

A especulação da troca com o Fluminense por Wágner, Sobis e o restante do passe do Messinuccio, além de não fazer o mínimo sentido, provavelmente é impossível de ser realizada. Primeiramente porque nenhum dos jogadores envolvidos na troca vai querer sair do time campeão brasileiro, que disputa a Libertadores. Segundamente (duvido que essa palavra exista) o Cruzeiro não terá dinheiro para pagar o salário dos dois jogadores – que devem ser, combinados, NO MÍNIMO o dobro do Montillo.

Lógico, se a gente conseguir os 15 milhões de euros, 45 milhões de reais, dá pra fazer um estrago bonito no mercado. Mas que meia do nível do Montillo a gente conseguiria trazer com esse dinheiro? Eu não consigo enxergar essa fartura de jogadores que todo mundo vê no mercado. E é difícil saber se o dinheiro seria todo reinvestido mesmo na equipe.

Um time de futebol sério, para ganhar títulos, necessita de manter seus bons jogadores e adicionar peças importantes, que elevem seu nível. Mas como o futebol brasileiro não é sério, o modelo tão bem utilizado pelo Perrella de vender a estrela do time e jovens talentosos todo ano e ir montando a equipe com vários jogadores medianos e apostas, funcionava. Hoje em dia não é mais o caso. Veja Fluminense e Corinthians. Ou até mesmo o Atlético. São equipes que montaram um plantel forte e o mantiveram ao passar dos anos. Hoje estão colhendo os frutos (menos o Atlético, risos).

Vender o Montillo não é a solução. Vender seu principal jogador nunca é a solução. Você tem que montar um bom time ao seu redor, fortalecê-lo com outros bons jogadores ao passar dos anos e administrar bem sua equipe.

Mas se ele for vendido vou tentar não me importar, esperar pela contratação de um bom substituto e continuar a torcer pelo Cruzeiro. Pois nenhum jogador é maior que o Cruzeiro.

Autor do post:
Michael Renzetti

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

11 Comentários

  • Renata

    P mim é simples, que sair e ficar fazendo leilão de si mesmo, VAZA DAQUI ENTÃO, exatamente pq o Cruzeiro é maior que qualquer um…

    • Michael Renzetti

      Eu não sei se ele está fazendo leilão. Acho que é um jogador que desperta interesse de outras equipes. E se as outras equipes podem pagar mais, ele está certo de pedir para o Cruzeiro pagar para ele o mesmo valor oferecido antes de pedir para sair.

    • Jackeline Diniz

      O que entristece é que Montillo não vem jogando nada.

      As vezes eu tenho dúvidas se é pq o time todo tá um lixo e o bom futebol dele não aparece ou se ele está de má vontade. Teve jogos que notei o Montillo sem ao menos ter vontade de ir até a bola.

      Acho que o Montillo não quer ficar no time, faz tempo. O que faz dele um mercenário.

      E sim, o Gilvan acertou em ter mantido ele no time, era a decisão certa. O cara é craque mas não vem mostrando bom futebol e nem muita boa vontade.

      • Jackeline Diniz

        Outra coisa, como que o Martinuccio mal chegou e já conseguiu mostrar qualidade? Gols importantes, passes pro gol. Até o Souza teve momentos em campos muito melhores que o Montillo.

        A impressão que dá é que ele não está nem ai, acha o time ruim e queria sair daqui pra jogar num outro time. Mas dar o sangue pra ajudar o time o cara não dá não.

        Agora, no ano de 2011 os caras que ajudaram mesmo o Cruzeiro foram Fábio e Montillo. Mas esse ano, não foi bem assim…

        • Michael Renzetti

          Pode ser que ele esteja desanimado sim, mas eu vejo que o Montillo passou a ser muito visado em campo desde que começou a encantar em 2010. A maioria dos times bota um cara só por conta dele em campo. Mas é claro que isso não é desculpa, ele tem que saber se desvencilhar de qualquer marcação. É só uma explicação para a forma não ser a mesma do início da sua carreira no Cruzeiro.

          Já o Martinuccio sofre do contrário. Como ninguém se importava muito com ele (e focavam no Montillo) ficou livre para jogar tranquilamente. Além disso, está começando a jogar agora, no fim do campeonato. Todo mundo tá cansado já. Mas é um bom jogador, sem dúvidas.

        • Vinícius

          Concordo com vc. Monta um time com bons jogadores em volta dele, aproveitando os bons jogadores da base e vc vai ver o futebol dele aparecer. Se tiver mais alguem pra tabelar, ou pra ele lançar, vc vai ver o futebol dele voltar.

          • Michael Renzetti

            Sim, acho que ele ficou muito sozinho nesse Cruzeiro. Ainda mais porque o meio-campo era horroroso e não ajudava em nada. A bola nunca chegava bem para ele. Acho que com Martinuccio, Borges, e mais alguns jogadores que possam chegar, ele pode jogar bem mais do que isso.

          • stretch kramer

            Olha o meia do cruzeiro vem se leiloando desde 2011 e nao tem jogado grande coisa observe que os jogos em q ele nao jogou o time ganhou e temos sim um meia muito bom so q nao nasceu na Argentina e o Elber com o tempo Montillo sera esquecido pelo menos por mim.Ele nao quer ficar no Cruzeiro que se va

            • Michael Renzetti

              Não acho que seja leilão. Os outros times realmente tem interesse nele. E para que ele não queira ir embora, o Cruzeiro tem que valorizá-lo.

              Acho o Élber muito bom, mas muito irregular. Tem jogo que ele destrói, tem jogo que nem aparece. É claro que isso acontece porque ele não é tão aproveitado, mas acho que lhe falta um pouco de experiência para ser o camisa 10 do Cruzeiro, já que temos o Montillo.

            • ednardo

              http://www.youtube.com/watch?v=3fi9HtTWgTg

              A diretoria poe a culpa no pai do garoto, e mais facil do que assumir a incompentecia. kkkkk

              • Maria José

                Ótima ideia…Estou tentando isto há anos e não consigo. Sempre sofro com saída de bons jogadores . Tento tb não sofrer com derrotas do Cruzeiro mas é impossível tb. Só não tento deixar de me alegrar com as vitórias.
                Abs