Nos falta humildade

Iria começar esse texto falando que a liderança na sexta rodada do Dilmão 2012 foi um mal ao Cruzeiro. Mas ser líder nunca é ruim, nem quando a liderança não significa muito, como foi quando o Cruzeiro assumiu a ponta da tabela com pouco tempo de campeonato. O mal foi acreditar que éramos bons o suficiente para sermos os líderes. Logo em seguida, em três rodadas, despencamos do primeiro lugar para o DÉCIMO. Alguma lei de Newton pode explicar essa queda vertiginosa, mas a explicação mais certa é dada pela lei do futebol, que não perdoa quem perde três jogos consecutivos. Além disso, a bola privilegia os mais humildes. Tá aí o Messi melhor que o Cristiano Ronaldo pra não me deixar mentir.

O melhor jogo do Cruzeiro no ano foi o 3 a 1 contra o Vasco em São Januário. Uma retranca de encher os olhos, com a assinatura de Celso Roth. Fomos pegar um time bem treinado e entrosado, que foi o campeão da Copa do Brasil do ano passado, que é o atual vice-campeão brasileiro e que fez uma boa campanha na Libertadores e assumimos que eles eram melhores. Defendemos muito bem, atacamos com a precisão de atiradores de elite que acertam moedas de cinco centavos a cem metros de distância e assim vencemos. Sun Tzu quase ressuscitou com aquela vitória só para acrescentá-la como mais um capítulo de A Arte da Guerra.

Naquele momento, o Cruzeiro era o time que, mesmo sendo grande e tendo muita tradição, havia entrado no campeonato para brigar pra não cair, mas surpreendia assumindo a liderança. Conseguiu isso porque reconheceu suas limitações e se esforçou para superá-las. E uma das estratégias adotadas para conseguir se superar foi, antes de qualquer coisa, de se defender. Era feio, mas era eficiente. Nosso elenco continua apresentando problemas, ainda que a diretoria tenha acabado de contratar vários jogadores com muitos títulos e anos de idade. Por exemplo, temos duzentos volantes e só três laterais, sendo que um é o Ceará, que ainda não estreou, e os outros dois são DIEGO RENAN e GÍLSON. Daí o Éverton e o Marcelo Oliveira têm que ir se alternando na função de passar vergonha improvisado na lateral-esquerda.

Não dá pra se expor com o elenco que o Cruzeiro tem, num momento de transição, montando um novo time com o Brasileirão em andamento. Mas o Cruzeiro se achou bom como líder e partiu pra cima do São Paulo, do Internacional e do Grêmio. Contra o São Paulo e o Inter até tivemos chances de vencer. Aí o Roth disse que não adiantava jogar melhor e perder, os jogadores entenderam mal e jogaram pior que o Grêmio em vez de continuar jogando melhor que o adversário e passar a vencer. Foi então que o trem ficou feio.

Após esse nocaute que levamos da realidade, voltemos a ser humildes e reconheçamos que não temos time pra brigar de igual pra igual com os principais times do país no Campeonato Brasileiro. Que o Cruzeiro volte jogar na retranca e a vencer com sofrimento, mas acima de tudo com dedicação para superar suas limitações.

E a lição da humildade não vale só para o time. Vale também para a torcida. Nós temos de parar de achar que esse Cruzeiro é aquele Cruzeiro super-campeão da década de 90. Não é. Temos que ir ao Independência para apoiar e ajudar o Cruzeiro a se superar, não para vaiar jogador exaustivamente com apenas 25 minutos de jogo, gritar olé para o adversário faltando meia hora pra partida acabar e vaiar gol do próprio time. Se for pra jogar contra o próprio time, não vá ao Independência. Isso já vale como protesto e não atrapalha o Cruzeiro nos jogos.

Somos um dos maiores clubes de futebol do mundo, mas hoje não temos um grande time. Então vamos TODOS baixar a bola e tentar melhorar isso aí.

Eu sou Cruzeiro.

Autor do post:
Rafael Igor

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

7 Comentários

  • stretch kramer

    Sabe o que Rafael achei muito coerente o q voce escreveu mas estou cansada da apatia da torcida que fala fala e nao faz nada para cobrar da diretoria mais seriedade 10 volantes?isto so acontece em M.Gerais e todos nos ficamos sentados esperando pela sorte de uma hora o w.paukista acertar e fazer um golzinho Deus ajude que seja penalty.Jamais vaiaria meu time como tambem desconheco ex-jogadores pode ser moreno ou verde meu time e azul

    • Arthur

      Temos 10 volantes?? então vms la: Everton( meia, não é jogador de marcação, joga como o antigo meia direito ou 8); Arias (Cara jogava na Grecia e na Colombia, e é baixinho, ou seja RUIM); Marcelo Oliveira ( Fazia a função do henrique : Não da combate, toma tapa na cara de adversario e pede desculpa e erra mtos passes) ; L. Guerreiro ( Msm coisa, não da combate, desarma pouco, tem bom passe, é um bom segundo volante saindo pro jogo); Tinga ( velho, nunca foi volante, o proprio celso disse isso) ; Amaral ( Brucutu, jogador de força, pouca tecnica, mta marcação, o q cruzeiro precisa, mas a torcida acha que volante tem ser camisa 10); Charles ( baixo, lento, so chega atrasado por isso faz mutas faltas, erra mtos passes, pior de tds que temos); Menino da Base ( nunca vi jogar); Sandro silva ( tomara que salve a patria). Resumindo temos 10 “volantes” mas nenhum faz a função que precisamos que a de marcar pois dos 3 gols que tomamos 2 foi falha de marcação deles.

    • Morhamed Dias

      Nem estou afim.

      • Renata

        Ah tá que Ronaldo é humilde.

        Não estou indo mais ao estádio e nem pretendo ir enquanto esse time ridículo entrar em campo, porém continuo pagando meu sócio torcedor pq a esperança é a ultima que morre né…

        • bernardomintira

          Assinado! Pode vaiar e xingar esses fidamaes… mas espera acabar o jogo porra! Imagina vc trabalhando e todo mundo te assistindo e te enchendo o saco…ninguem rende assim nao..

          Só uma coisa: o Cristiano Ronaldo é melhor que o Messi.

          • moreira

            Esse tal de Mentira tava falando até bonito, mas no final soltou essa pérola: “Cristiano Ronaldo é melhor que Messi”. A única coisa que o pop star Cristiano Ronaldo é melhor do que o Messi é no requisito vaidade. Quanto a vc Rafael Igor, acho que vc está com a razão. O time ainda não é bom o suficiente para bater de frente contra os tradicionais times do Brasil. Os times estão se qualificando cada vez mais e o Cruzeiro ficou pra trás. Tanto que a diretoria percebeu isso a tempo e tá tentando qualificar melhor esse grupo trazendo Sandro Silva, Boges e Ceará. O time ainda tem no seu elenco jogadores que não conseguiram ir para final do Mineiro e nem avançar na copa do Brasil, sendo batido facilmente pelo fraco Atlético Paranaense.

            • Camila

              O torcedor está cansado de tanto ouvir e ver um timeco, mas concordo contigo, até porque eu sou assim também, prefiro apoiar e cobrar depois que acaba o jogo do que ir pro estádio pra ficar vaiando e blablabla