O time não tem mais desculpa

"Desculpa ai qualquer coisa cara" (ps: por favor que não seja o Marquinhos Paraná o cara desfocado na foto). Foto: Washington Alves/VIPCOMM

Vocês que me conhecem – pelo twitter, lendo meus posts aqui, NA VIDA – sabem que sou uma pessoa muito paciente. Consigo entender todos os problemas, relevar as falhas, sempre olhar o lado positivo das coisas. SOU UM BOBÃO, para resumir. Mentira, sou um cara que consegue abstrair de toda a paixão futebolística e entender que meu time não vai vencer todas as partidas, que só uma equipe pode ser campeã, que às vezes tem alguém melhor e nós iremos perder.

Até o jogo contra o Sport, no returno do brasileirão, eu apoiava cegamente a equipe e o Celso Roth. “As coisas vão melhorar”, eu dizia. “O time só precisa de entrosamento”, eu me acalmava. “Os jogadores que nós trouxemos são ótimos mas ainda não estão 100%” eu me enganava. E via todo mundo xingando todo mundo, falando mal de uma equipe que estava na sexta posição do campeonato (bem acima do que esperava quando iniciamos o campeonato), e pensava “esses torcedores que estão xingando o Cruzeiro vão ver quando o time se acertar”.

E passou um jogo. Perdemos. Passou outro. Perdemos. Passou mais um. Empatamos. Passou outro. Perdemos. São cinco jogos sem vitória. Quatro derrotas e um empate. Um ponto conquistado em QUINZE disputados. Estamos mal, estamos em crise, não estamos jogando NADA. E o time não tem mais desculpa, não tem mais falta de entrosamento. São vinte e seis rodadas sob o comando de Celso Roth e o time não adquiriu um esquema de jogo, um estilo de jogar. Só defendemos mal e não conseguimos atacar.

Digo e repito que estamos num ano de transição, nosso dinheiro acabou junto com a saída do Perrella. Nosso novo presidente não sabe nada de futebol, de finanças, de dar entrevistas. Não estamos fortes o suficiente para conquistarmos algo. Mas não estamos tão ruins assim para ficarmos CINCO rodadas sem vencer. Ainda mais porque enfrentamos péssimas equipes.

Eu realmente estou louco para fazermos os tão sonhados 45 pontos. E estou com medo de que talvez não consigamos conquistá-los tão facilmente assim. Do jeito que o time anda se apresentando, não descarto uma pequena luta contra os times pequenos pelas últimas vagas na primeira divisão. Os times de baixo estão chegando. O Sport, primeiro time na zona de rebaixamento, tem apenas 8 pontos a menos que a gente. Temos que abrir o olho.

Esse é o Cruzeiro acabando com o otimismo do cara mais otimista do mundo. 🙁

Até a próxima.

Autor do post:
Michael Renzetti

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

5 Comentários

  • Alexandre

    Concordo com tudo deste texto. E acho um absurdo os Conselheiros do clube não cobrarem nada! Será que o cofre ficou zerado mesmo? Como é que estes caras deixaram o Perrela levar tudo na mão grande? Temos que cobrar deste Conselheiros também e fazer o Diretor de Futebol juntamente com o Presidente darem a cara a tapa. Os caras estão muito escondidos e a torcida tem que saber de quem cobrar. Cobrar de jogador que não está nem aí pro clube e pra torcida não faz a menor diferença. A diretoria tem que limpar este elenco, a começar pelo goleiro, assim que fizermos o cabalístico número 45. Faltam 13 rodadas e não é possível que deixarão pra última rodada para fechar este número! Saudações Celestes!

    • Éden

      A grana com cota de TV aumentou muito, e o dinheiro com a venda daquele monte de jogadores ano passado ?

      Falta dinheiro ou sabedoria para investir ? Contrata com quantidade, mas sem qualidade

    • Éden

      Fernandão cobrou la no Inter sobre a “ZONA DE CONFORTO”

      Mas ela está na Toca da Raposa

      Time perde mais uma, não leva perigo ao adversário, Rogério Ceni não fez NENHUMA defesa e os jogadores saem falando que o time foi bem. A zona de conforto aqui está gigante

      • Marlei Tartoni

        Muito bem colocado, Michael, como sempre.

        • Bernardo Pereira Moreira

          É mike… para você ter perdido a paciência é pq acabou mesmo ehehehe
          mas nós vamos melhorar.. eu acho.
          Assim que chegarmos aos 45…tudo será feito em prol de um 2013 melhor.