O último pacote da temporada

Fala, nação azul!

O Cruzeiro finalmente confirmou a chegada de mais dois reforços para o Brasileiro’12. Trata-se do meia-atacante Martinuccio, jogador do Fluminense que estava emprestado ao Villarreal da Espanha, e do centroavante Borges, que estava no Santos. Juntamente com Ceará, ex-PSG, que também foi apresentado, o ciclo de contratações para o Brasileiro está praticamente fechado. Serão esses os jogadores que terão a missão de nos trazer o Tri do Campeonato Brasileiro. Vamos então falar um pouco deles.

Martinuccio, com certeza, é o mais contestado. Um dos motivos é que sua contratação acarretou na não vinda de Lorenzetti, da La U, coisa que muita gente esperava ansiosamente. Outra é que, desde que saiu do Peñarol para o Fluminense, Martinuccio não se encontrou mais em campo. Em sua época de Peñarol, o jogador atuava como um segundo atacante, jogando pelo lado esquerdo, e fez uma grande Libertadores em 2011, perdendo a final para o Santos. A partir de sua transferência, não conseguiu mais repetir suas atuações do time uruguaio. Decidiram que o atacante era meia, mas ele não é um bom armador de jogadas. Com isso, parece que desaprendeu também a jogar no ataque. Não conseguiu ser titular no Flu, foi emprestado para o Villarreal da Espanha, time rebaixado nessa temporada, e, mesmo assim, não teve sequência de jogos. Vamos esperar o cara jogar primeiro pra cornetar depois, mas essa contratação me parece muito mais uma aposta do que um jogador que vem para ser titular.

Por outro lado, uma contratação muito acertada por parte da diretoria foi a vinda do lateral Ceará, multicampeão pelo Internacional em 2006 e 2007. Ele é um lateral mais defensivo, incansável na marcação, tanto que é lembrado até hoje por anular o R51 na final do Mundial de Clubes de 2006. Algo que o time precisava, vide as avenidas que existem atrás dos nossos laterais há anos. Todos sabem que esse era o ponto crítico da equipe e, com a chegada dele, pode ser que finalmente tenhamos conseguido sanar esse problema. O certo é que o Diego Renan vai ter que correr muito pra tentar disputar uma vaga na lateral-esquerda, pois a direita agora tem dono. Esse, sim, chega para ser titular absoluto.

Terceira e última contratação é do atacante Borges. Quem sonhou e se decepcionou com a volta do Thiago Ribeiro não ter dado certo (lembrando que ainda não foi descartada a possibilidade de empréstimo), acabou acordando com uma compensação melhor do que o esperado. Sempre artilheiro por onde passou, é mais um multicampeão que chega à Toca II. Sonho antigo da diretoria e dos torcedores, finalmente teremos um atacante de peso para finalizar as jogadas do Montillo. É outro que chega para ser titular.

Mesmo com a boa fase do WP, Borges é Borges e são poucos os atacantes que o colocariam em um banco de reservas. Então, ou o WP vai para o banco, ou (uma opção que não me agrada) joga ao lado dele. Só que, apesar da dupla Wellington/Kleber ter dado certo, o WP raramente se dá bem com outro centroavante. Portanto, acho difícil ele jogar ao lado do Borges, já que eles possuem a mesma característica. O problema é que, seguindo a linha de pensamento do Roth de não mexer no que tem dado certo, acredito que o WP ainda continue como titular por um tempo (pelo menos até o efeito da Estrelinha do Mario acabar e ele voltar ao normal). Portanto, essa deve ser a dupla de ataque ao menos nas primeiras partidas do nosso novo atacante, colocando o Fabinho no banco de reservas. Para mim, um erro terrível, mas deve ser o que vai acontecer.

Foram duas contratações pontuais e uma aposta. Pode ser um delírio de torcedor fanático, mas com essa nova raça que o time tem apresentado e com as novas contratações jogando o que sabem, acho que temos time para brigarmos pelo campeonato. Experiência em campo não vai faltar, pois só Ceará e Borges contabilizam duas Libertadores, um Mundial e um vice, uma Recopa e dois Brasileiros. Apesar que, se contássemos só o Martinuccio, que chegou a uma final da Liberta, já seria um feito maior que o atual líder do campeonato. Portanto, pode ser, sim, a nossa hora. Vamos esperar para ver esses jogadores em campo, mas pra quem era candidato a rebaixamento dois meses atrás, ver o time encorpado e jogando bem é algo incrível que devemos agradecer à diretoria e, principalmente, ao Alexandre Mattos, que tem acertado em cheio nas contratações.

E você, gostou dos novos jogadores da Raposa?

Pra cima deles, Cruzeiro!

Autor do post:
Altieres Losan

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

3 Comentários

  • Alexandre

    Boas contratações!
    Entendo a diretoria quando preteriu Lorenzetti ao outro argentino. O primeiro tinha idade avançada e, querendo ou não, também seria uma aposta; pois nem todos argentinos serão “Montillos”.

    No papel, o time está incontestável: Fábio, Victorino, Ceará, Tinga, Montillo e, finalmente, BORGES. Agora, eu espero que o Roth consiga fazê-los jogar.
    Parabens pelo post e por ter lembrado o efeito da estrelinha do Mário!

    • bernardomintira

      100% dos times brasileiros iriam querer pelo menos algum dos nossos jogadores..está um bom plantel mas poderiamos estar melhores como qualquer outro time também poderia.
      vamos apoiar.. chegaremos lá!

      • Camila

        Boto fé. Melhor esse povo começar a jogar logo, porque não aguento mais jogar bem e perder :/