Por quê estamos gostando do Juarez

Nunca fui fã de Celso Juarez Roth. Muito pelo contrário. Acho que é um dos técnicos que mais critiquei na vida. Quem me conhece sabe. Como moro no país do joga bonito, sou idiota o suficiente pra me iludir que as propagandas da seleção brasileira feitas pela Nike refletem alguma realidade e acho que é fácil montar um time ofensivo igual faço no FIFA e no Cartola, sempre tive pra mim que Celso Roth é um técnico retranqueiro, medroso e com espírito de perdedor. Claro que o Celso não embranqueceu um fio de cabelo com as minhas críticas, nem sumiu com seu bigode por isso. Ou melhor, o bigode sumiu, mas não foi por isso.

Só que esse cara veio treinar o meu time. E embora eu preferisse Adílson e até o LEVICE (mais provas de que o que eu penso sobre futebol não deve ser levado em conta), não fui contra a sua vinda. Se a história diz que o Roth não é um técnico campeão, e ela diz, ela também mostra que pelo menos ele arruma times bagunçados e os faz passar longe da zona de rebaixamento. E outra, depois do Vágner Mancini, eu passei a aceitar até que o PC Gusmão pudesse usar o CBO de técnico de futebol.

O pessoal do Cruzeiro pode negar ou discordar, mas nosso objetivo no começo do DILMÃO 2012 era não cair. Nosso time em campo era uma bagunça maior que a área de trabalho do meu computador, onde coloco todos os arquivos temporários que ali acabam permanecendo por toda eternidade, nosso elenco lotado de jogadores vindos em contratações mal feitas no começo do ano e o moral lá embaixo depois de quase ser rebaixado no último Brasileirão e ser facilmente eliminado na semifinal do Rural e nas oitavas de final da Copa do Brasil.

O que você faria com um time desse? Tentaria jogar igual o Cruzeiro de Tostão, ou de Dirceu Lopes, ou de Alex? Dane-se o futebol bem jogado nessa hora! O Cruzeiro precisava, e ainda precisa, de um time seguro e disciplinado. O sargento Roth tem todo o aval para fazer desse Cruzeiro um time bem cauteloso porque é o que nós precisamos.

Que bonito ver a cautela conquistando a China Azul. (Foto: Denilton Dias / VIPCOMM)

Roth ajeitou a defesa que era mais exposta que o corpo da Nana Gouvêa, botando dois volantes pegadores fechando as portas à sua frente, atualmente Leandro Guerreiro com toda sua disposição em colaborar e Charles com sua loucura por canelas. De acordo com a necessidade do jogo, Juarez vai alternando muito bem entre Tinga, Souza e Willian Magrão como terceiro homem do meio-campo. Na zaga, manteve o Léo, nosso melhor zagueiro nesse ano, e deu a camisa 4 para o Mateus dar bicos, incorporando Cris, o que fez com que Victorino visse que o mundo não gira em torno do seu cavanhaque e apresentasse um futebol decente quando apareceu no time pra tentar recuperar a titularidade. Nas laterais, com total falta de boas opções, Celsão fez o Diego Renan parar de vacilar e o Éverton acreditar piamente que é um bom jogador (risos) e jogar como tal.

Daí tu tens um Montillo (note que a influência de Juarez já me faz falar um gauchês) e não farás o time jogar em torno dele? Claro que farás e não serás burro como foi o Vágner Mancini de não fazê-lo. Bota o Fabinho como velocista no ataque, já que o Wallyson não vem bem, e na hora do aperto o substitui por mais um volantinho. No comando do ataque, Roth usufrui da GENIALIDADE MOMENTÂNEA de Wellingol, mas não deixa de dar moral a Anselmo Ramonstro, colocando-o sempre durante os jogos para também fazer seus gols e estar preparado para a possibidade, diga-se PEQUENA POSSIBILIDADE, de Wellington Paulista parar de marcar golaços em profusão.

E vamos jogando, se não um futebol de propaganda da Nike, um futebol consciente de suas fraquezas e eficiente pela disciplina. Tem que suar pra fazer gol no Cruzeiro. O time que tomava gol bobo da Chapecoense só tomou 3 gols em 6 jogos, sendo um gol contra acidental e outro numa falha raríssima do Fábio, que tem feito grandes defesas. E o ataque agora entra concentrado para aproveitar as chances de gol que aparecem. Fora saber botar um bom time em campo com um elenco que tem suas limitações, acho que não é loucura pensar que Roth esteve envolvido nas dispensas de jogadores fracos como Marcos e Rudnei e de indisciplinados como Walter e Roger.

Tudo isso me faz pensar que Celso Roth tem um plano estratégico que se encaixa muito bem à necessidade atual do time do Cruzeiro, que desde aquela eliminação para o Once Caldas não conseguiu se organizar.

O que importa agora é que o Roth está acabando com a vergonha que foi ser cruzeirense nos últimos 12 meses, sentimento com o qual não estamos acostumados. Cruzeirense está acostumado a estar no topo. E se o Juarez está nos proporcionando isso, não vamos gostar e nem lhe dar o nosso apoio? Claro que vamos.

Não quero ser o entendor de futebol. Quero ver o Cruzeiro bem. Se eu já falei mal de Celso Roth muitas vezes, hoje falo bem, porque estou vendo o bom trabalho que ele está fazendo na Toca, pegando um time que não era nada e o colocando na liderança do Campeonato Brasileiro em pouco mais de um mês. E, como dizia o Maluco Beleza, eu prefiro ser uma metamorfose ambulante do que ter uma velha opinião formada sobre tudo, o que me permite falar bem do Juarez agora e voltar a falar mal de novo se ele fizer jus à fama de cavalo paraguaio depois de arrumar um time bagunçado.

Autor do post:
Rafael Igor

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

7 Comentários

  • bernardomintira

    também compartilho da mesma opinião em todos os aspectos.. e digo mais, estou realmente vendo o Roth com outros olhos..o cara nao tem mimimi, e novelinha.. é SIM ou NÃO, JOGA, NÃO JOGA e ponto final… tomare que ele ganheo título pra ele e pra gente..

    • Pedro Oliveira

      Concordo com tudo e ainda digo mais, o Roth é tão fera que até cobrar reforços cobra sem ser questionado. O time dele tem um preparo físico muito bom, é só repararem o tanto de gols que fazemos no Segundo Tempo!

      • gabriel

        Otimo texto. Parabens msm. Sou gremista e te falo que vale a pena dar creditos pro roth. Eh um otimo tecnico e so que infelizmente a midia queima muito ele.

        • Alexandre

          Cara,passei a acopanhar o seu blog por gostar muito da forma bem humorada com que “tu escreves”.
          Assino em baixo de tudo o que disse e dei muita risada quando vc mencionou a “loucura por canelas” do Charles.

          O que vc achou da renovação do contrato do WP9, L. Guerreiro e dos dois garotos da base?
          Saudações celeste!

          • Rafael Igor

            Valeu, Alexandre! Motiva muito receber esse tipo de elogio.

            E o Charles é meio louco, né? Gosta de descer a lenha. Não sei como não foi suspenso até agora. haha! Mas ele é raçudo e honra o manto celeste.

            Achei bom todas as renovações, até a do WP9, que talvez possa ser contestada por alguns torcedores, mas não tem como não renovar o contrato de um atacante que fez 22 gols em 23 jogos até agora nesse ano, né?

            Volte sempre ao blog. Estamos sempre escrevendo e atualizando o conteúdo.

            SC!

          • Alfeu

            Vejo 1 futuro ESTRELADO.

            • Camila

              Roth me fez mudar a opinião que tinha sobre ele. Ainda bem que mudou para bem 🙂