Progresso ao acaso [Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras – Brasileirão 2012]

Foto: Ramon Bitencourt / VIPCOMM

Salve Nação!

Às vezes subestimamos demais o futebol e esquecemos o quanto imprevisível ele pode ser! O Cruzeiro entrou em campo contra o Palmeiras com um time “desfalcado”, sem a sua zaga principal e um ataque ainda desacreditado de que poderia dar certo. Mas saímos de lá com a certeza de que o time fez sua melhor atuação em casa, mesmo com um show de gols perdidos – por puro capricho.

Apesar de algumas falhas ainda evidentes de posicionamento dos nossos volantes, principalmente Guerreiro, que caiu bastante nos últimos jogos, e Charles, que eu nem comento mais. Mas não quero ligar a corneta! Não quero também discutir arbitragem, o juiz errou pra ambos os lados! Ou vocês acham mesmo que existe alguma possibilidade do Cruzeiro ter sido beneficiado de forma intencional? Tenham dó. Como disse nosso técnico, um time desfalcado e com outra formação conseguiu chegar perto daquilo que vínhamos buscando. O equilíbrio entre defesa, meio e ataque. Isso tudo “sem querer”.

Quero de verdade exaltar alguns pontos da partida de ontem:

A começar pela zaga. Thiago Carvalho nunca fez uma partida abaixo da média pelo Cruzeiro, nunca falhou bruscamente, sempre defendi uma regularidade maior. Não merece a titularidade ainda, mas é bom saber que temos uma opção no banco que nos deixe seguro. Victorino fez uma boa partida. Talvez uma das suas melhores partidas pelo Cruzeiro. Deixou de ser preguiçoso e falador pra ser zagueiro. Deu combate, antecipou várias jogadas e mostrou que pode sim ser mais do que apenas status em campo.

Outro ponto positivo fica por conta do esquema montado pelo Roth. Um triângulo que atacou pela direita com Ceará – Tinga – Wallyson, muito bem executado pelos jogadores. E o Montillo caindo pela esquerda, ajudando o DR (que fez uma boa partida!) na marcação e tendo um bom espaço pra trabalhar a bola, uma vez que a marcação acreditou que o argentino fosse se posicionar pelo meio de campo. O professor Juarez mostra que sabe utilizar muito bem a cautela a seu favor e começa a ganhar mais créditos com a torcida.

E agora, o destaque! WallySHOW! Wallyson voltou ao time dentro da função que desempenhava no seu auge – e não deu outra, o jogador voltou a fazer uma boa partida! Participativo, inteligente, guerreiro e o mais importante: jogou de atacante. E pelas palavras do Roth, o menino se achou ontem e acabou aquela palhaçada de colocar ele pra ser “ponta” ou pra ser “velocista”! Wallyson fez o papel que sabe fazer, jogar na frente, pra receber o pivô do Borges, ou então entrar na área e servir o camisa 9! E só não fez seu gol graças a uma grande defesa do goleiro alviverde. Foi decisivo e saiu de campo aplaudido e ovacionado.

Enfim, 3 pontos conquistados que nos deixam mais esperançosos, mas ainda preocupados. #22PontosEContando, é esse o objetivo até agora.

Vale lembrar que o Palmeiras não veio com o time completo e as coisas seriam muito piores se Marcos Assunção, Valdivia, Luan e outros jogadores que desfalcaram o Palmeiras estivessem em campo. Mas a sorte do nosso lado também faz parte do futebol!

Saudações Celestes!!

Autor do post:
Stefano "Poke" Marchesini

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

3 Comentários

  • Armindo Mata

    Concordo na integra com estas obsevações e complemento afirmando que WPaulista e ARamom são 2 bons reservas. Vitcorino tem que ser titular ao lado do RDonato

    • Johnny Chaves

      O time teve um reforço muito grande: A torcida não jogou contra, o beneficio do WP não ter jogado foi esse, os telecomandados pela imprensa não atrapalharam!!!

      • Camila

        Gostei do time, da formação. Acho que estamos encontrando o caminho *-*