Que prevaleça o retrospecto [Cruzeiro x Flamengo – Brasileirão 2012]

Fala, nação azul!

Chegou a décima primeira rodada do Brasileirão 2012. Nessa fase da competição os times já começam a mostrar em que parte da tabela eles brigarão até o final. Claro que muita coisa ainda vai rolar. Times que estão lá em baixo ainda podem brigar por título, enquanto outros que hoje lideram provavelmente terão uma queda brusca e estarão rebaixados ao fim do campeonato (Amém!). O Cruzeiro, hoje em sexto, enfrenta o Flamengo, décimo colocado, buscando voltar ao G4, lugar que esperamos que esteja no fim do ano. É jogo duro, mas a escrita recente mostra que o Flamengo não tem dado tanto trabalho ao nosso time.

Cruzeiro e Flamengo já se enfrentaram 42 vezes pelo Brasileiro e nós temos uma boa vantagem em cima dos cariocas. São 19 vitórias a favor, enquanto eles venceram 13 vezes. De 2007 a 2010, foram seis vitórias do Cruzeiro seguidas. Foi então que veio o fatídico 2011, onde perdemos para todo mundo, inclusive para o Flamengo no turno e returno, deixando marcada a vergonhosa derrota por 5×1 no Rio. Mas vamos falar de boas memórias. Quem não se lembra das finais da Copa do Brasil de 2003? Ou da primeira rodada do Brasileiro de 2009, em que o Fábio defendeu o pênalti e o rebote do Juan, num jogo que vencemos por 2×0? São nesses jogos que devemos nos apegar para acreditarmos em um grande resultado nessa rodada.

Hoje os dois times vivem situações conturbadas. O Cruzeiro ainda está em fase de formação, com alguns jogadores ainda se adaptando ao time, criando oscilações normais de um time ainda desentrosado. Já no Flamengo a situação é bem pior. O time não vive boa fase, alternando vitórias magras e derrotas feias. Teve várias negociações frustradas nos últimos dias, incluindo o Riquelme, que disse ter desistido de jogar na Gávea depois de ver o baile do Corinthians em pleno Engenhão. A torcida também não está perdoando e o Papai Joel balança mais que vara verde. Tudo isso é motivo de sobra para eles virem com sangue nos olhos, buscando uma vitória a todo custo, pois sabem que uma derrota pode implantar de vez uma crise no clube.

O Cruzeiro irá para essa partida com alguns desfalques importantes. Léo, o nosso melhor zagueiro atualmente, único titular absoluto, sentiu a coxa no jogo contra a Lusa e não joga. Souza, também com lesão muscular, e Tinga, gripado, também estão fora. Diego Renan recebeu o terceiro amarelo e está suspenso. Com isso, Roth deve promover a entrada do estreante Sandro Silva no time titular ou a volta de Charles, recuperado de lesão. Outros pontos a destacar na lista de convocados é a falta de Wallyson e Fabinho, atacantes de velocidade, e de Gilson, lateral-esquerdo que poderia jogar na ausência do Diego Renan. A posição, portanto, deve ser ocupada por Marcelo Oliveira. Uma novidade é a convocação de Élber, que foi elogiado pelo técnico.

No Flamengo, Botinelli, com gripe, e Felipe, com lesão no joelho, sequer viajaram para BH. O zagueiro Marcos González se recuperou de lesão, mas não deve ser titular. Joel pretende improvisar Aírton na zaga e Adryan no ataque ao lado de Love, escalando o meio-campo mais uma vez com quatro volantes, deixando Renato (Aquele de lindas assistências… para o time adversário) e Ibson mais avançados.

Vai ser jogão, mas a gente deve aproveitar essa oscilação do Flamengo para conquistar os três pontos, ainda mais por ser um jogo em casa. Temos que aprender a jogar no Independência para lutarmos de vez pela ponta da tabela. Vencendo, subiremos no campeonato e colocaremos crise em um potencial adversário na luta pelo título. Que esse Cruzeiro e Flamengo volte a ser um daqueles dos últimos anos (tirando 2011, é claro), com defesas milagrosas do Fábio e muitos gols da Raposa. Eu acredito no Cruzeiro!

Saudações Celestes.

Autor do post:
Altieres Losan

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post