Quem são os onze do Cruzeiro?

jogadores 620x233 Quem são os onze do Cruzeiro?

Donato, Diego Renan, Mateus, Sandro Silva e Wallyson. Todos tiveram sequência, mas nenhum se fixou como titular do Cruzeiro. (Foto: Washington Alves/VIPCOMM)

No futebol, e principalmente o brasileiro, é bastante comum a nomenclatura de titulares e reservas para os jogadores. O treinador geralmente tem aqueles onze que ele considera os melhores de suas respectivas posições e a torcida também acaba por abraçar o time, lembrando por muitos anos a escalação completa daquele time campeão. Mas nem sempre é assim. No time de Celso Roth, a rotatividade de jogadores chega a um nível exagerado, onde um jogador é titular em um jogo e no seguinte nem ao menos é relacionado.

Primeiro, vamos pensar em um exemplo clássico. Quem não se lembra do grande time de Gomes; Maurinho, Cris, Luisão e Leandro; Augusto Recife, Maldonado, Wendel e Alex; Aristizábal e Deivid? Times como esse ficam guardados na memória eterna do torcedor. Há os que conseguem lembrar a escalação do Cruzeiro de Tostão, do Flamengo de Zico ou do Santos de Pelé. E são sempre onze. Sempre um time fixo.

Hoje o Cruzeiro tem Fabio; Ceará, Leo; Montillo; Borges. Esses são os titulares da Raposa. De resto, sobram seis posições que estão em uma rotação tremenda. Roth tem à disposição seis volantes que se revezam nas três vagas do meio campo. Leandro Guerreiro tem sido o mais escalado, mas também já andou no banco de reservas. Até o próprio Tinga joga um jogo sim, dois não. Na lateral esquerda, Diego Renan, Marcelo Oliveira e Everton disputam a posição. E todos tem tido chances, já que nenhum se fixa. Na zaga então, a vaga para jogar ao lado de Léo já foi ocupada por Donato, Victorino, Mateus e Thiago Carvalho. O ataque também não se firma: Wallyson, Fabinho e até Wellington Paulista, artilheiro do time no campeonato e na temporada, não tem vaga cativa na equipe. Tirando o Arias, que deve ter um encosto muito forte, ninguém pode reclamar que não tem tido oportunidades de jogo.

O problema dessa rotatividade toda é que já estamos na metade do campeonato e nosso time ainda não tem uma cara e nem os onze que se espera de qualquer equipe. Roth tem mexido por lesões, por cartões e por deficiências técnicas, como ele mesmo disse. O legal é que ele coloca um time, esse time vence e ele diz que achou a equipe. Aí no outro jogo tomamos aquela surra e ele troca todo mundo. Os exemplos de Wallyson e Victorino são os que melhor ilustram esse descontrole do Juarez: Ambos foram sacados da equipe a ponto de não serem sequer relacionados. Victorino voltou ao time por causa dos desfalques, enquanto Wallyson treinou uma semana bem e saiu do limbo direto para a titularidade. Eles jogaram bem e Roth decidiu que eram titulares. Aí o Cruzeiro perdeu pra Ponte e o ‘time encaixado’ virou time horrível. Resultado? Wallyson e Victorino fora da equipe novamente.

Acho que já está passando da hora do Roth começar a definir quem é quem nesse time. Precisamos de um padrão e de onze jogadores em quem confiar. É claro que um time não é formado por apenas onze, mas também não tem como os jogadores não terem ideia de quem será titular na partida seguinte. O grupo existe para ser usado e suprir os desfalques, mas a segurança de saber quem será titular mesmo após uma derrota faz com que os jogadores tenham mais foco no campeonato do que na escalação.

O grande problema é que cada um tem o seu time ideal para o Cruzeiro. E provavelmente em algum momento ele já foi testado e não deu certo. Aí fazemos o que também? É torcer para que o Roth encontre a equipe mais equilibrada, que lhe transmita confiança, o mais rápido possível. Enquanto isso não acontece, continuamos a fazer bolão para ver quem acerta os onze titulares do Cruzeiro em vez do placar da partida. E você, qual acha que deve ser o time inicial da Raposa?

Saudações Cruzeirenses!

twitter geral cruzeiro1 Quem são os onze do Cruzeiro?facebook geral cruzeiro Quem são os onze do Cruzeiro?

Autor do post:
Altieres Losan

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

6 Comentários

  • Onofre

    Fábio; Ceará, Victorino, Thiago e QUALQUER UM; Guerreiro, Charles, Lucas e Montillo; Borges e Fabinho.

    • Bernardo Moreira

      ahahahaha ótimo. Pensei nisso nessa semana também e é verdade. Para mim time bom tem 11 titulares (e reservas a altura) que são utilizados eventualmente. Roth ta mandando mal demais. Se ele ficar nessa será um perde e ganha pra sempre. Ele tem que definir logo, o time vai ganhar uma..perder algumas mas mantendo o memso..ele se encaixa e ai melhora.. assim nao da!

      • José Neto

        Fábio, Ceará, Rafael Donato, Thiago Carvalho, Diego Renan, Tinga, Lucas Silva, Sandro Silva, Montillo, Fabinho e Borges.

        No Gol, o Fábio, esse é indiscutível, apesar de não ter ganho nenhum titulo no Cruzeiro já é considerado ídolo e é o capitão do time.

        O Ceará é um bom movimentador de jogo que junto com o Diego Renan, se recuperar o seu bom futebol da libertadores de 2009, podem ajudar em muito o time.

        No meio, o Cruzeiro pode usar o Tinga mais avançado auxiliando o Montillo nas criações de jogadas. Na marcação teríamos o Sandro Silva e o Lucas Silva.

        No ataque teríamos o Fabinho que também auxilia muito bem também na marcação e um centroavante nato que é o Borges.

        Tá aí o time ideal para o Cruzeiro que só precisa de ritmo e entrosamento.

        • Stefano "Poke" Marchesini

          FORÇA WALLYSON!
          VOCÊ É MELHOR QUE TODOS!

          WALLYSHOW!
          :P

          • Édem

            Os jogadores que precisam dar a resposta em campo

            Com atuações irregulares, ora uma boa partida, depois uma péssima. Ai fica dificil

            • Alex Jr

              Pra mim os 11 do do Cruzeiro tinha que ser…

              Fábio, Ceará, Léo, Donato, éérrr (tira essa no palitinho), guerreiro, Sandro Silva (tenho certeza que vai melhorar), Lucas Silva e Montillo, Borjão Wallyson