Água no vinho do Porto gremista

Saudações tricolores! Meu nome é Matheus. Sou um dos 4 novos blogueiros aqui do espaço da Geral do Grêmio n’Os Geraldinos.

Sei que não é a melhor hora pra fazer apresentações. O Grêmio perdeu de 2×1 em casa para a Portuguesa. Aquele tipo de derrota acachapante, de botar água no chopp vinho do Porto (se a bebida fosse liberada nos estádios novamente). O time vinha de uma vitória fora de casa, de virada contra o poderoso São Paulo. Mas não souberam jogar contra o time da Lusa em casa. Jogo pra desistir do campeonato e pensar só em fazer 43 pontos, pra poder planejar a próxima temporada, certo?

Errado.

Tá certo que o time não jogou com o brilho dos últimos jogos. Isso passou principalmente pela pouca efetividade de Elano e Zé Roberto no jogo de hoje, aliado a ausência de Marcelo Moreno (do qual sou fã incondicional. Acho um BAITA centroavante). André Lima não foi muito bem hoje. Esforçado como sempre (e essa é sua principal virtude, o que faz dele um bom reserva, jogador de grupo), mas deu azar de ter perto de si um goleiro chamado Dida. O cara tem 2 metros e meio aproximadamente, e uma impulsão de foguete. Quase uma PAREDE. Arrisco dizer que se não fosse Dida e sua experiência no gol, teríamos empatado e virado.

Não posso deixar de falar também sobre as atuações fracas de Naldo (que embora seja um zagueiro de mediano pra baixo, tem a “desculpa” de estar sem jogar a mais de 2 meses) e de Edilson (que encontrou algumas dificuldades pela lateral). De Fernando não falarei mal, pois embora não tenha jogado bem, está tendo o futebol sacrificado pelo esquema com o qual o Grêmio se apresenta.

O fato é que faltou qualidade ao time HOJE. Friso o HOJE porque sei que esse não é o nosso desempenho habitual. Por isso não perco a fé. Sei que podemos (e iremos) jogar muito mais.

Olhemos pelo outro lado: depois de 7 ou 8 rodadas, Elano perdeu a primeira partida com a camisa do Grêmio. Uma hora tinha que acontecer. Temos Figueirense e na sequência Gre-Nal no nosso Salão de Festas, que vai ser praticamente campo neutro. Dá pra acabar o turno pensando alto. Abraços a todos! Não esqueçam de comentar com críticas, sugestões, opiniões, o que quiserem!

(Desculpem se o texto não foi O melhor, mas peço a compreensão de todos pois estreia sempre é complicado. Até mais!)

Autor do post:
Matheus Martins

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

6 Comentários