Retirem os aparelhos: Estamos vivos!

O Grêmio acordou. Depois de doze anos de um coma por vezes perigoso, estamos na briga e com grandes chances de levar o campeonato. A torcida do Grêmio sente isso. O mundo sabe disso. Depois desse lindo jogo que tivemos no Olímpico, amigos, tivemos várias constatações. Entre elas:

  1. Grêmio tem grupo. Pode não ser o melhor do Brasil (ou talvez até, como dizem diversos veículos de imprensa gaúchos, do RS), mas temos reposições que cumprem seu papel em jogos isolados.
  2. Moreno e Kléber são a melhor dupla de ataque do Brasil. Disparado. E falo sem medo de errar.
  3. Pico está entrando em forma ainda. Mas já dá sinais de que pode sim ser o lateral esquerdo gremista. Talvez ainda peque na velocidade, na arrancada. Mas isso é algo que pode ser trabalhado.
  4. Aqui, um adendo: desculpas públicas para Marquinhos e Naldo. No post passado meio que corneteei ambos, mas jogaram bem dentro do possível. Marquinhos cobrou a falta que resultou em gol e Naldo salvou uma bola quase em cima da linha. Não jogaram um primor, mas mostraram que tem comprometimento com a camisa que vestem, o que, nos dias atuais, é o mínimo que podemos pedir.
  5. Maturidade. E preparo físico. Com esses dois itens (que são coisas que o Grêmio, hoje em dia, possui), ganha-se títulos.

    Sobre o jogo em si: Grêmio comandou a maior parte do jogo. Teve um pouco de dificuldades depois de abrir o 2×0 (com Moreno e Kléber, respectivamente), mas o Luxa soube fazer as substituições corretas, pra amorcegar o jogo depois disso. O melhor da noite foi a seguinte expressão: combinação de resultados. Finalmente, depois de muito tempo, o Grêmio soube aproveitar os resultados adversários e fazer o seu próprio. Abrimos 5 pontos do 4º colocado e estamos a só 4 pontos do líder.

Nem sei mais o que escrever aqui. Estou em 220V, a ficha não caiu direito ainda. Deixem-me escrever de novo pra ver se a ficha cai: O Grêmio tem condições de ganhar o campeonato. Pronto. Acho que agora vai.

Autor do post:
Matheus Martins

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

2 Comentários