Empate Sem Sal e Que Venha o gre-NAL

Fiquei algum tempo sem aparecer por aqui e já peço desculpas por esta falha. Prometo ser mais frequente daqui por diante…

Técnico Fernandão (Agência Free Lancer)

No tempo que estive fora muitas coisas aconteceram com o Colorado. Fernandão estreou como técnico e ensaiou uma embalada no Brasileirão. Tudo ia muito bem até um empate sem sal e sem gols com o Nautico em casa. As vitórias vieram contra Atlético-GO, Figueirense, Palmeiras e Ponte Preta, esta última com muito drama, já que o gol aconteceu no último minuto da partida.

A única derrota foi contra o Corinthians, em São Paulo, normal, normal, normal! Outros empates também aconteceram, um deles contra o Vasco que ocupa a parte de cima da tabela e justamente na estreia de Forlán, que ainda não marcou um gol, mas já demonstra seu ótimo futebol. O empate mais recente iguala a frustração do resultado de igualdade com o Nautico.

Gol do Juan (Alexandre Lops/Inter)

Estou falando do jogo contra a Portuguesa, que acabou 1 a 1, no Canindé. O zagueiro Juan, ex-seleção brasileira marcou na estreia. Fernandão inventou três atacantes – eu sei que Forlán jogou no meio – e teve de apelar para três zagueiros. Damião voltou, Rafael Moura não desencantou e o juiz inventou um pênalti de Indio para a Lusa que empatou.

Agora vamos para o Gre-Nal, sem D´Alessandro, que neste tempo em que estive ocioso machucou mais uma vez, mas já com Datolo. Que o Inter vença e consiga diminuir a diferença para os times da frente, que Fernandão se convença que Fred tem de ser titular e que a escrita de vitórias sobre o Grêmio, no Beira-Rio, se mantenha.

E que eu consiga postar mais seguido por aqui!!!

Ficha técnica:

Portuguesa (1): Dida; Ivan (Diego Viana), Gustavo, Valdomiro e Marcelo Cordeiro; Ferdinando, Moisés, Léo Silva e Boquita; Ananias e Bruno Mineiro. Técnico: Geninho.

Internacional (1): Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Ygor (Jajá), Guiñazu, Elton (Juan) e Forlán; Rafael Moura (Fred) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão.

Gols: Juan (I), aos 29, e Marcelo Cordeiro (P), aos 36 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Elton (I), Bruno Mineiro (P), Rafael Moura (I), Valdomiro (P), Ygor (I), Boquita (P), Guiñazu (I), Ferdinando (P) e Índio (I).

Arbitragem: Nielson Nogueira Dias (PE), auxiliado por Fábio Pereira (TO) e Guilherme Dias Camilo (MG).

Local: Canindé, São Paulo.

Autor do post:
José Finkler

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post