[Pré-Jogo Bahia x Inter] Interdição, Ygor e Paulo Roberto Falcão

O domingo reserva um reencontro interessante na vida do Colorado. Mas não posso me ater somente ao jogo deste domingo enquanto a semana foi muito movimentada pelas bandas do Beira-Rio. Por isso o post de hoje será dividido em algumas partes. Vamos lá…

Interdição do Gigante

Ao bater o pé e se sujeitar a tudo que é exigido pela Fifa para um estádio abrigar partidas da Copa do Mundo, a direção do Internacional agora paga um preço alto. O estádio está impossibilitado de receber jogos, segundo o entendimento dos magistrados competentes para avaliar a situação. Concordo que é arriscado, mas acredito que a ideia de abrir apenas a arquibancada superior como a mais adequada nessa situação.

Ygor

O substituto de Sandro Silva será o volante gaúcho, Ygor, que vem do Figueirense. Confesso que não sou grande fã do seu futebol, mas obtive as melhores referências sobre seu futebol. Jogador de força, combativo e que sabe sair jogando. Claro que não irei me precipitar, pois vestir a camisa vermelha é bem diferente. Ao menos em sua primeira entrevista o volante deu o primeiro carrinho certeiro: declarou ser Colorado desde a infância. Enquanto um sai para o rival, outros chega valorizando a camisa e o solo que pisa.

Paulo Roberto Falcão

Como jogador foi ídolo, o maior de todos os tempos, sem sombra de dúvidas. Como técnico ficou devendo e muito no comando do Internacional. Venceu o campeonato gaúcho, mas vacilou feio em jogos do brasileirão, que culminaram em sua demissão. Hoje no Bahia alterna bons e maus momentos. Venceu o campeonato baiano e não confirma no brasileirão. Por sua história deve e será sempre muito respeitado pelos colorados, mas como adversário o maior respeito imposto será vencê-lo neste domingo.

O Jogo

Deixem de lado o retrospecto favorável ao Internacional nos confrontos com o Bahia. Isso de nada serve, senão para ilustrar transmissões esportivas e revistas especializadas. Como esquecer que na hora que valia alguma coisa perdemos uma final de campeonato para o Bahia? Isso foi em 1988-89, certo? Então nos dias de hoje resta obervar que o Inter é muito mais time e tem sim a OBRIGAÇÃO de vencer o jogo.

 

Autor do post:
José Finkler

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post