Apenas para o gasto

Amigos da nau lusitana,

Depois de um empate na estréia da Copa do Brasil no meio de semana com time “alternativo” na longínqua Naviraí, nossa Lusa voltou a campo neste final de semana abrindo a fase de grupos da A2 em Catanduva contra o time da Bruxinha.

Um jogo feio.

Arrastado.

Nossa Lusa não mostrou muita vontade de dar show ou golear…mostrar um futebol convincente que seja.

Jogou simplesmente pro gasto.

E contou com a sorte.

Depois de um primeiro tempo “xoxo” o time da casa veio pra cima pois sentiu que o bicho não era tão feio assim e num vacilo da zaga lusitana pelo seu lado direito fez 1×0.

Ai entrou o fator sorte.

Na saída de bola (assim como havia acontecido neste mesmo estádio na primeira fase) escanteio pra Lusa.

Todo mundo ficou olhando a bola “pererecar” pela área (inclusive o nosso bravo e não menos retumbante Diego “Cabelinho” Viana) e Valdomiro empurrou para as redes.

Foi a nossa sorte !

A partir dai, a Lusa ganhou confiança e com as mexidas de Chamusca ganhou o jogo: Ivan entrou no lugar do apático Moisés e fez uma bela dupla com Luis Ricardo pela direita, na tabelinha, “La Flecha” Arraya apenas empurrou para o gol vazio decretando a virada Lusa.

Depois do gol Luso o jogo voltou a ficar chato e feio.

O que valeram mesmo foram os 3 pontos adquiridos fora de casa.

Mas não existe tempo para descanso. Quarta, no Canindé, a Lusa recebe o Capivariano (Que venceu o Comercial também por 2×1 em Capivari neste final de semana) do artilheiro Romão.

O que mais me preocupa, é que o time teve a semana livre para atividades e voltou a mostrar deficiências, principalmente na lentidão de seu miolo de zaga.

Chamusca terá que corrigir esses problemas na base da conversa pois não há tempo hábil para treinamentos e jogadores estão contundidos (Lima e Rogério).

Quarta, a vitória interessa !

Autor do post:
Rodrigo Guilhoto

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

2 Comentários

  • Mauro

    Rodrigo, temos de reconhecer que jogar às 10 hs da manhã, num gramado horrível, pela série A2 e com estádio vazio não deve ser de animar.
    Mas a apatia do nosso time realmente preocupa. Alguns jogadores (Moisés e Cordeiro, principalmente) mostram um futebol muuuuuito abaixo do que já jogaram na própria Lusa e não dão sinais de melhora.
    A questão é que, como ganhamos, fica difícil reclamar.
    Agora é esperar que 4a feira, em casa e em condições diferentes, o time tenha uma postura mais comprometida e encaminhe de vez esse acesso.

    PS: Diego Vianna voltou a seu normal. A bola passando na frente dele no lance do gol (depois da atuação ridícula que ele teve) e ele não conseguindo tocar nela é bom pra nos lembrar de vez que desse mato não sai nada.

    • Rodrigo Guilhoto

      Mauro,

      Tudo bem ?

      É verdade, o time não mostrou entrega, apesar de que não precisa muito nesta A2, mas pela minha visão, a Lusa deveria se impor.

      Como disse o capitão Valdomiro depois do jogo: “tem que dar um cacete em quem rebaixou a Portuguesa…”

      Com relação ao nosso bravo e não menos retumbante “Cabelinho”, prefiro reproduzir o comentário que ouvi na Equipe Líder após o jogo com seus números pós jogo:

      – Chutes à gol: 0
      – Cabeçadas: 0
      – Assistências: 0
      – Caneladas na bola: 3
      – Armadas de contra-ataque ao adversário: 2
      – Ajeitadas no cabelo: 76

      É muito fraco !!!! Graças a Deus que seu contrato esta terminando…

      Obrigado por participar desta casa lusa !

      Forte Abraço !