Assim fica difícil

Fonte: Twitter oficial Portuguesa

Fonte: Twitter oficial Portuguesa

Amigos da nau lusitana,

Ontem nossa Lusa recebeu o Fluminense em partida adiada pela segunda rodada do Brasileirão.

O time carioca veio bem desfalcado até São Paulo enfrentar nossa Lusa, buscando a liderança do campeonato antes da parada para a Copa das Confederações.

O time Luso teve a volta de Luis Ricardo à lateral-direita, mas sem Ferdinando que sentiu um desconforto muscular e não foi pro jogo. Bruninho foi mantido com a camisa 5 rubro-verde.

Em partidas anteriores nosso time jogou muito mais bola do que ontem, mas apenas havia empatado seus confrontos.

Ontem deu raiva do futebol apresentado pelo time em alguns momentos.

De lúcido mesmo, apenas o gol do Souza, uma outra jogada do Luis Ricardo no final do primeiro tempo.

Já no segundo tempo, tivemos o gol de Diogo já quase no final da partida e uma outra oportunidade perdida pelo nosso camisa 7 praticamente no último lance da partida.

Pra mim, o Glédson falhou novamente no lance do gol.

Valeu pelos 3 pontos e a primeira vitória no Campeonato Brasileiro.

Fechamos este primeiro ciclo em 12º com 6 pontos ganhos (fruto do resultado de 3 empates, 1 vitória e 1 derrota).

Como já disse em outros posts, perdemos a chance de ter terminado com 9 pontos.

Não digo por buscar objetivos maiores, mas sim, preocupado com a nossa situação na continuidade do campeonato, pois após esta parada, muitas equipes estarão focadas no Brasileiro apenas e reforçadas.

Tomara que estes 3 pontos não nos façam falta lá em dezembro.

Agora, mudando o foco do jogo para um acontecimento fora das quatro linhas, o twitter oficial da Portuguesa, ao anunciar renda e público da partida de ontem, adicionou a frase “Assim fica difícil”.

Concordo que pouco mais de 1100 pagantes para assistir à um jogo realmente é muito pouco.

Agora, será que alguém dentro do Canindé consegue avaliar todos os cenários que estão à volta e que acabaram ocasionando neste resultado de público ?

Estive pensando em alguns deles:

1) Preços: R$ 40 por um ingresso de arquibancada + R$ 20 de estacionamento a meu ver é muita coisa. Ainda mais se levarmos em conta que em média o time faz 3 partidas por mês dentro de casa e o torcedor Luso raramente vai sozinho. Esta despesa é muito alta ! Se considerarmos o time do Corinthians por exemplo (que tem um time infinitamente melhor que o nosso), cobra R$ 30 pelo ingresso de arquibancada. A sensação que fica à tempos, é de que a diretoria quer mais é que o torcedor realmente se afaste do clube, pois nenhuma promoção ou esforço é visto pelos homens que dirigem o clube no sentido de se aproximar da torcida;

2) Data e horário: Dia dos namorados, cidade de São Paulo com um trânsito mega absurdo para um dia de semana normal, com jogo as 22hs para atender os desejos da televisão (televisão esta que nos dá esmolas e não uma cota decente) a meu ver, foram fatores que também contribuíram para este público diminuto. Eu recebi uma comunicação do clube convocando os torcedores para irem ao Canindé ver seu primeiro amor, só que nem pensaram em uma promoção onde mulheres devidamente trajadas com a camisa Lusa não pagariam ingresso por exemplo. É pouco ainda, mas talvez ajudasse;

3) Distância time x torcida: Desde o início da temporada 2013, existe um distanciamento muito grande entre time e torcida. A cobrança é forte, pois infelizmente podemos ser poucos, mas somos exigentes ! Disputar uma série A2 novamente em um curto espaço de tempo (6 anos) sinceramente não estava nos planos de nenhum torcedor. Ainda mais depois da campanha realizada pelo time no Brasileiro 2011. Outro ponto alto, foi a goleada sofrida para o time do Comercial (7×0) e a derrota em casa no último jogo da final. O estádio não estava lotado, mas os jogadores perderam uma chance enorme de alegrar os que foram até o estádio deixando suas mães em casa esperando que voltassem para passar o dia com elas;

4) Promessas, promessas e mais promessas: Finalizado o ano de 2012, Candinho deu uma entrevista para a gazeta esportiva, onde afirmava que o time para a A2 seria bem modesto, sem reforços de nome, mas que para o Brasileiro, “com o dinheiro da Globo” seria possível trazer reforços do nível que vieram ano passado e ajudaram na manutenção do time na série A (Valdomiro, Dida, Bruno Mineiro, Moisés). Ao findar a A2, Roberto Santos, em entrevista ao blog do Menon, disse que o time buscava de 6 a 8 jogadores para vestirem a camisa de titular do time e que os objetivos no brasileiro deste ano seriam bem diferentes do ano passado. Passado este episódio, no dia do lançamento do enxoval 2013, a brilhante diretoria disse que iriamos com o que tínhamos até a parada (agora) e lá seria avaliado o trabalho e buscado o que seria necessário. Sinceramente, não duvido NADA de que iremos com o elenco que temos e com o staff de comissão técnica que temos. Sabe como é, ano de eleição, presidente com grana comprometida e por ai vai…

5) Afronta técnico x torcida: o “pseudo” treinador Edson Pimenta, desde que assumiu o cargo no lugar do demitido Péricles Chamusca, sempre disse cobras e lagartos. Que muitos teriam que engolir ele e que aqueles que o xingam, teriam que o aplaudir, que ao final da A2, com o título de campeão debaixo do braço, iria sair do clube pois não queria deixar pressão para a comissão que viria. Pois bem, ele não só ficou até agora, como resolveu afrontar a torcida da Portuguesa. Na atual situação e o cenário como está, este é o pior caminho possível !!! Se ele não gosta da “meia dúzia” como o próprio definiu, resolva de uma outra maneira, não diminuindo ainda mais a Associação Portuguesa de Desportos. Afinal de contas, como se sentiria um Souza por exemplo, ouvindo do técnico em entrevista que fora o Cañete, todo o elenco é de nível de A2 ?? Ou então que o Luis Ricardo tem mais que ir pro Palmeiras mesmo que é um time maior que a Portuguesa ? O que dizer então da sua declaração de que se cairmos, estará no contexto, e que os jogadores terão que provar o contrário e ser capazes. Minha opinião, por mais que muita coisa possa até ser considerada, JAMAIS poderia ser dita em público por uma pessoa de dentro do clube, ainda mais estando na condição de “TEST-DRIVE” como ele mesmo se definiu. Que poder ele tem para afrontar à tudo e à todos dentro do clube e nada acontecer ? Com a palavra, os homens do futebol do clube…

Se falta dinheiro para realizar as contratações necessárias, ou mesmo se muitos atletas esperam “N” outras oportunidades (até mesmo para jogar a série B) do que vir para a Portuguesa, cabe aos homens que lá estão hoje, virar este jogo. Trabalhar com seriedade, empenho e dedicação as cores do clube e mostrar que são sérios e que o que for combinado será realizado.

Trazer a torcida para junto deste time e jogar limpo e as claras com todos, sem interesses de terceiros, pensando apenas no bem único daquilo que acredito ser a paixão de muitos que ali estão: a Associação Portuguesa de Desportos.

O que não da mais é ficar aguentando todos esses problemas, promessas e outros mais e depois vir cobrar a ausência da torcida…

Pois afinal, “ASSIM FICA DIFÍCIL”.

Autor do post:
Rodrigo Guilhoto

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post