Pede música matador !

Amigos da nau lusitana,

Ontem no Campnindé, a BARCELUSA deu o ar de sua graça novamente e nos brindou com um jogão de bola, e, no final, com um placar de encher não só os olhos como a mão: 5×1 !

É incrível a entrega deste grupo. A dedicação com que entram em campo e honram nossas cores e nosso manto.

Manto este, que contou ontem com uma grande estréia ! Aliás, pra mim, de agora em diante, se eu apitasse alguma coisa dentro dos muros do Canindé fazia o time jogar com este uniforme: Camisa encarnada, shorts e meiões brancos.

Além de muito mais bonitos, fazem nosso time brilhar em campo e nossos atletas verdadeiros gigantes, guerreiros de verdade.

Geninho também deu um verdadeiro show tático ontem.

Começou com Michael no lugar de Ferdinando. Deixou o time com dois segundos volantes (Boquita e Léo Silva). Nenhum é especialista em marcação, mas ele precisava do resultado em casa e tentou fazer a bola chegar mais redonda para o último passe.

Michael carece de ritmo de jogo, sentiu a partida, ou é apenas um leão de treino como diz Alexandre Barros na Super Rádio. O que importa realmente é que a tentativa não deu o resultado esperado e o time de Recife criou algumas oportunidades e deu muito susto em nossa torcida com o espaço encontrado no meio.

No segundo tempo, nosso “treineiro” teve o olhar clínico e corrigiu a principal deficiência do time luso no primeiro tempo: Zé Antonio fez sua estréia no lugar de Michael.

Mais do que isso. O que se viu em campo, foi um time seguro atuando com três zagueiros (Rogério deixou a lateral para compor com Gustavo e Valdomiro a defesa lusitana) e Zé Antônio fez as vezes pela esquerda.

Para quem imaginava que o time iria carecer da falta de jogadas pelo flanco esquerdo se enganou. Luís Ricardo, Ananias e Moisés faziam triangulações pela direita do ataque rubro-verde que deixaram a zaga do Sport perdida e as oportunidades de gol foram surgindo.

Assim, nosso onze verde encarnado construiu o placar dilatado e trouxe de volta à nossa memória as atuações de gala do time do ano passado.

A BARCELUSA voltou. Senão no campeonato, na noite de ontem, uma verdadeira final ela deu as caras e mostrou sua força.

O adversário não poderia ser outro melhor: Sport Clube do Recife.

O mesmo Sport que estava em 2006 naquele jogo decisivo que nos impediu de cair para a série C.

Sport que no ano passado, esteve no mesmo Canindé e com o empate nos deu matematicamente o título da série B.

Quis a história que o mesmo Sport estivesse em campo contra nossa Lusa ontem para fazer a Barcelusa voltar, nos afastar ainda mais da zona do rebaixamento (agora são 9 pontos) e tornar BM9 o artilheiro do Brasileirão.

14 gols em 14 partidas.

E olha que ainda teve errôneamente pela arbitragem dois gols anulados neste campeonato.

Acredito que nesta toada, se tivesse chego antes, não só ele estaria com mais gols na artilharia como nossa Lusa estaria muito melhor colocada no campeonato.

A torcida saiu do estádio ontem feliz da vida.

Camisa nova (Linda por sinal. Até que enfim a Lupo Sport acertou).

Futebol vistoso de se encher os olhos.

“Showcolate” em campo.

Oléééééééééé no final da partida.

Um time de guerreiros e a certeza de que estamos no caminho certo.

Agora a pergunta que fica é: BM9 fez 3 gols, se tornou o artilheiro do campeonato de maneira isolada e o time goleou. Mas foi numa quinta…e ai Tadeu Schimit, o regulamento permite pedir música !!???

Vamos curtir esta sexta com muito ORGULHO DE SER LUSA !!!

E você torcedor, o que achou dos nossos guerreiros na partida de ontem ? Comenta aí !

Até a próxima !

Time e torcida: Unidos num só objetivo ! (Fonte: Gazeta Esportiva.net)

Autor do post:
Rodrigo Guilhoto

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post