E lá vamos nós de novo

16 de junho.

Essa foi a data de meu último post aqui na Geral do Tricolor.

Andei com alguns contratempos desde então e não pude continuar. Pretendo retomar agora meu caminho.

Infelizmente, ou não, mudarei um pouco de estilo.

Chega de textos pré-jogo e opiniões técnicas a respeito das partidas. Chega de notícias, informações de ingressos e coisas comuns. Isso se encontra facilmente em qualquer canal de esportes. Vamos tentar fugir um pouco do tradicional.

Desde Junho, algumas coisas aconteceram:

– Ney Franco assumiu
– O M1TO voltou
– Wellington voltou
– PH Ganso chegou

Um pitaco rápido sobre esses quarto temas.

Acho o Ney Franco um baita técnico. A diretoria tem que insistir e segurar o cara. É inteligente, ousado, sabe armar o time e tem um perfil ótimo. Ainda não tá perfeito, mas é claro que está no caminho certo.

Pode ser manco, cego, maneta ou de qualquer outro jeito. Rogério Ceni é O cara do Tricolor. É inquestionavelmente o dono da posição e nenhuma falha o tirará de lá. A presença dele hoje, é muito mais importante pelo papel que ele exerce, do que pela parte técnica. Porém algo deve ser pensado para o próximo ano. Se realmente o Denis for ser o substituto, ele tem que começar a jogar. Um joguinho ali, outro acolá. Como o Palmeiras fez com o Marcos.

Antes da lesão, Wellington era o melhor jogador do SPFC no ano. Voltou e aos poucos vai se recuperando. Boa sorte ao moleque, que já merece ser titular, soltando o Denilson.

PH Ganso é uma incógnita ($cara$), mas também uma grande expectativa. Estou com uma sensação muito boa e acho que esse cara pode ser o maestro com o qual a gente tanto sonha há tempos. Só o tempo irá dizer.

Autor do post:
André Chuahy

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

Seja o primeiro a comentar este post