A primeira das três finais

Amanhã às 22h, horário de Brasília, o Vascão enfrenta o São Paulo na colina!

Fonte: www.eddiesouza.com.br

Assim como no ano passado, o Vasco deu azar de pegar uma reta final complicada no Brasileirão. Dos 10 jogos que faltam para conhecermos o campeão Brasileiro deste ano, o Vasco (4º colocado) enfrentará São Paulo (5º), Atlético-MG (2º) e Fluminense (1º). Quanto a isso não há do que reclamar, quem quer uma vaga na libertadores, ou o título para os mais confiantes, tem que suar pra ganhar qualquer jogo. No primeiro turno ganhamos deles lá em SP, mas já não contamos mais com Fágner, autor do gol, e tantos outros que estavam em campo aquele dia. Amanhã o peso vai cair de novo sobre às costas do Reizinho, que tem carregado o meio-campo, o ataque, o time e até o piano nas costas.

Do time que ganhou do Atlético-GO, mesmo sem jogar bem e tendo uma apresentação medíocre, a gente não vai contar com o Dedé, que viajou com a Seleção, e Carlos Alberto que, “graças a Deus”, foi suspenso. Não que eu não goste do CA19 (ou CA10, pra ser mais atual), mas o fato é que ele não tem rendido bem e está passando bem longe de ser o capitão do time de 2009, talentoso, vibrante e fazedor de gols. Pra vaga dele as notícias que chegam é que Marcelo Oliveira pensa em Jhon Cley, Marlone, que na minha opinião estreou muito bem sábado, e Felipe, que não está plenamente confirmado pra partida por conta de dores.

Vamos aproveitar que citamos ele para falar de sua campanha até o momento; Marcelo Oliveira. Temos que parabenizar o técnico, e a equipe que ele trouxe, por nos últimos 4 jogos ter conquistado 8 dos 12 pontos disputados. Para um time que vive problema de “superlotação” no elenco, salários atrasados e jogadores titulares lesionados, ele tem conseguido ótimos números, mas com apresentações “medianas”. O técnico mudou, mas a invencionice está acampada em SJ. Logo na estréia, contra o Cruzeiro, Marcelo escalou como titulares Carlos Alberto, que não atuava há um mês, e Renato Silva, parado há uns 3 meses, resultado: atuação apagada de CA e gol contra de Renato antes dos 10 minutos de jogo. No último jogo ele, no intervalo, sacou os dois laterais (Jonas e Thiago Feltri) para improvisar dois meias nas posições (Felipe Bastos e Felipe), mas pra não fugir à regra usada por nosso time e por nós, torcedores do Vasco, há tanto tempo: “Ganhando, fica tudo bem!”
Será?

Autor do post:
Gabriel Cavalcante

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário

  • Francisco

    Contra bons times seria bom que ganhássemos, mas diante da situação vemos que será um fiasco enfrentar essas potências. Éramos pra termos uma requipe competitiva, mas nossos jogadores foram vendidos e infelizmente não houve reposições a altura. Agora é esperar a próxima temporada e torcer por uma reformulação no elenco.