A torcida do Vitória está acordada

Somos torcedores de valor, estamos acordados, ligados. Essa subida vergonhosa em nada engrandece o futebol baiano. Subimos sim, e não passou de obrigação devido à torcida fanática e fiel que tem o Esporte Clube Vitória.

O Vitória está na Série A, um ninho de cobras que deseja afundá-lo e mandá-lo de volta ao confuso e disputado campeonato de baixo. Daí a extrema necessidade de montar uma equipe de respeito, que possa garantir resultados importantes contra grandes equipes do futebol mundial presentes na primeira divisão do futebol brasileiro. Precisaremos de craques, de jogadores habilidosos, de um superelenco que possa nos representa.

Passada a euforia e a ilusão da classificação, coisa que aconteceu para dar uma resposta aos torcedores e à imprensa baiana e brasileira, que cobrava a volta do Vitória à elite do futebol brasileiro, vem a realidade, que deve ser encarada e dita sem medo de errar: o Vitória é um ioiô, que sobe e desce sem se firmar na divisão principal do brasileiro desde 2004, quando desceu para a Série B pela primeira vez na era dos pontos corridos desta competição.

(Imagem: Eduardo Martins / Agência A Tarde)

Não confio nessa diretoria, nesse presidente, não vejo neles capacidade nem criatividade para conseguir recursos que gerem possibilidades de formar uma equipe competitiva que possa lutar entre os grandes de forma ousada para defender com honra à vaga conquistada no certame principal do campeonato nacional em sua série A, em 2013.

Hoje, a euforia do acesso conquistado com as calças na mão dentro do Barradão lotado, 35 mil apaixonados, gritando pela volta que aconteceu na sorte, pois a equipe que fez 1 a 0 terminou sofrendo um gol, deixando bem claro a falta de qualidade do elenco e a confusão de um time perdido em campo.

Eu estou acordado, não estou iludido, tenho experiência para dizer o que digo e para criticar da forma que estou criticando. A primeira divisão não é brincadeira de criança, é um campeonato de profissionais de qualidade, de equipes rápidas e fortes e de torcidas fanáticas. Ou se nivela, ou desce de novo, ou volta ao feio campeonato da segunda divisão. Subir de divisão sim, mas com que propósito? Subir para perder? Ser humilhado? Mais uma vez rebaixado? Quanto tempo ficaremos na Série A? Um ano? Dois anos? Não se sabe. O exemplo maior está na equipe do Palmeiras, que mesmo com um superelenco de jogadores habilidosos, campeões da Copa do Brasil, foram escorraçados da Série A e rebaixados. Estão humilhados diante de seus torcedores.

Vejo no Vitória a extrema necessidade de gestores ousados, que saibam e possuam a inteligência necessária para garantir a possibilidade da formação de um time realmente competente, que saiba jogar dentro e fora de casa, explorando não só suas habilidades, mas a fraqueza dos adversários; jogadores inteligentes contratados por gestores inteligentes, é disso que estou falando. Espero que o Vitória possa realmente fazer uma grande Série A ano que vem, pois estrutura e torcida para isso ele possui, porém espero também que a diretoria leve à sério a paixão daqueles que amam essa equipe, e que possam pensar nisso na hora de nomear os homens que irão para dentro de campo defender nossas cores.

Autor do post:
Jorge Sacramento

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

7 Comentários

  • Carlos

    Concordo 100% com o q disse Jorge.
    Bom ver a opinião de alguem que não está contaminado com a euforia do acesso.
    Para contribuir com a sua colocação, eu ainda acrescento algo mais polêmico: Se for para ser saco de pancada na primeira divisão (como o Bahia desde 2011), eu prefiro mil vezes ver o time na segunda fazendo uma campanha razoável ou até mesmo figurando as primeiras colocações.
    De mais ou menos 25 anos para cá presenciei verdadeiras humilhações simplesmente por não ter um time competitivo quando a situação assim exigia.
    Por certo que tivemos muitas alegrias e não foram poucas… mas já passou da hora do Vitória ser (não mais parecer) um grande time do futebol brasileiro com gestão profissional objetivando títulos nacionais.
    Eu tambem estou acordado para o futuro do nosso time.
    Saudações rubro negras!

    • Antonio

      Certamente Alex portela e companhia nao tem capacidade de conduzir o Nosso Clube no devido caminho que ele merece e pecisa ser conduzido.

      A incompetencia de Alex e muito grande. Mesmo que ele queira, nao conseguira!!! ele nao conhece de futebol e alem do mais e inseguro. Ele parece que ta num mato sem cachorro. Perdidaço!!!

      Fora Alex Portela!!!

      • Antonio

        mais acho ainda que a torcida na verdade esta e dormindo!!1

        • De Souza

          Tem gente para tudo. Para aplaudir e para dar apupos. Gente que tem perfil determinado e gente que tem perfil escorregadio. O inseguro escriba desta postagem coloca que “passada a euforia e a ilusão da classificação” e acrescenta com uma frase de coveiro do futebol baiano como a seguir “essa subida vergonhosa em nada engrandece o futebol baiano”. Por que ilusão da classificação? Foi um devaneio? Uma burla? E ainda afirmar que foi uma subida vergonhosa? Por quê? A ascensão à série A foi indigna, vergonhosa?

          Ah! O escriba assinala que o rubro-negro baiano é um ioiô… Talvez uma gangorra que sobe e desce? Seus escritos estão sempre voltados para a demolição e nunca para a edificação. Que tijolo você trouxe para edificar o crescimento e os fundamentos da edificação? Que liga tem seu concreto?

          Oh! O escriba não confia na Diretoria, no Presidente, não os vê com capacidade e nem com criatividade para conseguir recursos. Ledo engano, ó cronista desafortunado! Não faça vista grossa aos resultados que o Esporte Clube Vitória tem alcançado no decurso da administração nestes oito últimos anos. Trata-se de uma Diretoria constituída de pessoas competentes, sim! Que conhece os princípios fundamentais da administração e princípios universais a exemplo de planejar, organizar, reunir recursos, dirigir e controlar.

          O Rubro-negro baiano tem recebido elogios de instituições sérias e que têm condição técnica de avaliar sem embotar com palavras nem posturas emotivas que nos levam a não enxergar o que de bom tem sido feito. Ou, então, de outro modo, é pura mesquinhez.

          É até desrespeitosa sua assertiva de que “hoje, a euforia do acesso conquistado com as calças na mão dentro do Barradão lotado, 35 mil apaixonados, gritando pela volta que aconteceu na sorte, pois a equipe que fez 1 a 0 terminou sofrendo um gol, deixando bem claro a falta de qualidade do elenco e a confusão de um time perdido em campo”! Pura maldade, hem! Eu mesmo gostaria que a equipe goleasse o Ceará por 3, 4 ou 5 a zero. Mas, futebol não assim como você pensa, ó amargurado cronista. O Ceará não veio para ser goleado. Um se trata de uma equipe de pernas-de-pau?

          Vá descansar… São equívocos são de um acervo risível, veja-se a afirmação… “eu estou acordado, não estou iludido, tenho experiência para dizer o que digo e para criticar da forma que estou criticando”. Ah, esqueci-me de me referir à sua experiência… “Tenho experiência para dizer o que digo…” Então, caro missivista, você está perdendo tempo porque o Vitória aceitará de bom grado que você encaminha sua lúcida orientação que será lida, analisada e acaso se encaixe no contexto histórico será acatada. Mas, não acredito nisso de experiência, o que se vê em suas afirmações são os habituais pitacos que para nada servem.

          Por que não fez menção de que a Diretoria contratou empresa especializada e de que o Vitória tem um Planejamento Estratégico com metas ousadas até 2020? No início de setembro de 2012 a Diretoria e o Instituto de Gestão, Educação, Política e Estratégia apresentaram o planejamento para o período de 2012 até 2017? Esse estudo consiste numa série de ações e de estratégias administrativas que têm como meta principal colocar o Leão baiano entre as 10 maiores instituições do futebol brasileiro até 2020.

          E finaliza com uma incoerência ao desejar “Espero que o Vitória possa realmente fazer uma grande Série A ano que vem, pois estrutura e torcida para isso ele possui, porém espero também que a Diretoria leve a sério a paixão daqueles que amam essa equipe, e que possam pensar nisso na hora de nomear os homens que irão para dentro de campo defender nossas cores”. Embora com uma relação ilógica entre as ideias assinaladas merece aplauso esse seu desejo de que o Vitória possa vir ser maior do que o é atualmente. Seu último parágrafo lhe propiciou a sua salvação e o momento é de louvarmos esse seu desejo e esperança! Está ha hora de você iniciar sua evangelização, ok?
          isnet@oi.com.br

          • Roberta

            Jorge,
            Estamos acordados e entendemos perfeitamente o que quis nos dizer….. leio sempre os posts de vcs e gosto muito da forma apaixonada como escrevem e das verdades que são ditas. Acredito que nao sejam jornalistas, nem cronistas, ou criticos de futebol de profissão, escrevem pelo unico motivo de amar o Vitoria ! Parabéns por nos passar a sua emoção, alegria, tristeza e revolta de uma forma tão sincera. Um forte abraço a todos da familia geraldinos e ano que vem estaremos juntos.

            #eujasubinego#

            • Jorge Sacramento

              Valeu Roberta, realmente não somos profissionais, mas procuramos escrever com os olhos voltados para a verdade, e escrevemos sim com muita paixão deixando claro o nosso amor pelo Rubro Negro baiano. No meu caso não conheço ninguem da diretoria, e não preciso fazer média com nenhum deles, ou seja escrevo o que percebo e o que sinto, referente ao vitória e minhas expectativas para com a equipe. Agradeço a você em nome do grupo Os geraldinos aqui da geral Vitória. E mando um abraço especial para você uma grande rubro negra com certeza!.