Raça, Suor, Perseverança e Vitória!

Nos últimos confrontos entre ABC e Vitória tem sido assim, fortes emoções para ambos os lados. Mais uma vez, o Vitória conseguiu um triunfo no finalzinho, foi suado, foi duro, mais o importante foram os 3 pontos. Agora faltam apenas 29 jogos para a volta do Leão a elite do futebol brasileiro, um lugar onde não devíamos sair.

Victor Ramos marcou o gol do triunfo do Leão sobre o ABC.

O time se mostrou nervoso no início do jogo, mas como sempre, o Leão rugiu mais alto e conseguiu dar a volta por cima, trazendo o resultado positivo. O jogo foi bastante difícil, com boas chances para os dois lados. O Vitória pouco aproveitava essas chances, até porque, errava muitos passes. Julgo como conseqüência, pelo fato dos jogadores terem “dois treinadores” a beira do campo, algo que pode sim atrapalhar o rendimento da equipe, pois os jogadores ficariam confusos com relação a quem escutar e quais ordens seguir. Por enquanto, isso não está atrapalhando, mas esperamos que não aconteça o inverso.

Outra coisa que pode complicar a equipe é o entrosamento, pois revezar jogador é uma coisa que o Vitória já viu que não dá certo, como por exemplo, o revezamento entre Douglas e Renan; agora tem Marquinhos e Marcos Aurélio? Espero que não. Precisamos colocar a cabeça no lugar e manter o foco de voltar à elite.

Análise dos jogadores:

Douglas: Mostrou mais uma vez que merece ser titular. Foi bastante seguro na partida e essencial no triunfo.

Nino: Está voltando com o gás todo e era um jogador que realmente fazia falta ao time.

Victor Ramos: Foi quem mais demostrou nervosismo no início do jogo, mas felizmente conseguiu se recuperar a tempo de fazer o gol da vitória.

Gabriel Paulista: Titular mais uma vez e mostrando que realmente tem capacidade pra isso.

Mansur: Apesar de ter vindo do nosso rival e no início ter tido um pouco de desconfiança da torcida,  conseguiu mostrar que o nosso rival faz parte do passado dele.

Uelliton: Um verdadeiro leão dentro de campo, jogador que significa o que o Vitória precisa ter pra voltar à elite – raça.

Rodrigo Mancha: Atuação apagada e muitos erros de passe, não rendeu o esperado.

(Michel: Entrou muito bem na partida e conseguiu tapar o bucaro deixado por Rodrigo Mancha.)

Pedro Ken: Mais uma ótima atuação do nosso camisa 8. Criou boas chances e tanto apoiou bem o ataque quanto ajudou a defesa.

Tartá: Novamente não rendeu o que era esperado. E foi logo substituído aos 31 minutos do segundo tempo.

(Eduardo Ramos: Entrou e fez o básico, teve até alguns bons lances.)

Marco Aurélio: Teve uma boa atuação. Só falta mesmo é mais entrosamento com os demais jogadores.

(Willian: Uma substituição já mesmo pra esfriar um pouco o ABC e gastar o tempo.)

Neto Baiano: Perdeu boas chances, e ficou devendo. Precisamos ter paciência, pois ele jogou machucado.

 

A próxima partida do Vitória será contra o Paraná, no Barradão, às 21 horas desta Terça-Feira.

Autor do post:
Danilo Silva

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

2 Comentários

  • PH - FSA

    Douglas “mostrou mais uma vez q merece ser titular”?? Sai daí!!

    Goleirinho fraco e tremedeira.. depois do jaVI da final NUNCA mais era pra jogar uma partida pelo Leão!! Vai jogar no FOrtaleza de onde ele veio ou outro timinho sem expressão!

    Acho q Neto tava sentindo algo durante a partida, pois não demonstrou a mesma raça (muitas vezes andava em campo) e jogou abaixo do esperado. Excelente partida de Nino, Michel, Ueliton, Gabriel e do goleirinho.

    Não podemos nos acomodar com o resultado. Precisamos de meia de ligação, pq Eduardo Ramos eh um enganador descarado preguiçoso e Tartá NÃO é meio-campo, tá se queimando nessa posição. Ele tem q brigar por uma posição com Marquinhos e Marco Aurélio.

    Dá pra subir, sendo campeão, só ajustar alguns detalhes!

    Peeeeega Leeeaãao!!

    • Ideval Alves

      O texto de Danilo é bem interessante, faz uma boa avaliação da atuação do time e discute um item importante: o entrosamento. Nunca concordei com o revezamento dos goleiros Douglas e Renan, uma maluquice do técnico talvez por influência dos empresários. Em outros casos ocorreu por força das circunstâncias. Marquinhos é muito bom mas tem um raquitismo, fica machucado com frequência, não pode levar porrada. Melhor seria se o treinador tivesse um time constante mas as peças de reposição indiscutivelmente são necessárias.