Sem muita emoção, mas três pontos na mão!

Antes mesmo da bola rolar tivemos uma bela abertura da transmissão da TV local mostrando um pequeno vídeo do jogo do acesso de 2007 e outro motivacional para 2012, realmente foi de arrepiar!

Já não podemos mais contar com o Neto, que mesmo criticado é um jogador que sempre motivava a equipe e alguns torcedores. Infelizmente ou felizmente(para alguns) ele não atuará mais pelo clube. Bola pra frente, que o campeonato continua e temos um título para ganhar.

O Leão segue em 2º na tabela, agora com 28 pontos.

A partida contra o Atlético-PR começou como todas da Série B – bem pegada. Logo aos doze minutos o susto – Gustavo vai bater o tiro de meta e torce o tornozelo, que a princípio não parecia ser muita coisa, mas foi uma lesão. o menino não queria sair pois esperava mostrar que tem futebol pra continuar na equipe. O primeiro tempo foi sem muitas emoções, pois foram 45 minutos de muita paralização, tanto que o árbitro deu 6 minutos de acréscimos (tempo gasto para os atendimentos ao nosso jovem goleiro).

O segundo tempo começou com a entrada de Caio Secco – o goleiro entrou mostrando claramente que está sem ritmo de jogo e quase tomou um gol, com uma bobeira da defesa e ele ter saído errado na bola(perdeu o tempo). O Atlético-PR então cresceu no jogo e começou a assustar novamente, porém, a equipe do Vitória viu que tinha de tomar uma decisão – atacar e atacar, era o único jeito que tinha ou então simplesmente assistir o “furacão” jogar.

O Leão acordou e rugiu novamente! Marquinhos resolveu jogar o bom futebol que ele sabe jogar de verdade, e com isso, o Vitória também cresceu na partida, quando começou a tomar a iniciativa no jogo e conseguiu chegar ao gol marcado por Leílson.

Análise dos jogadores:

Gustavo: Infelizmente não pôde fazer o seu trabalho, pois logo se machucou. (Caio Secco: Entrou no início do segundo tempo no lugar do Gustavo machucado.)

Nino: Jogador essencial para a equipe, sem dúvidas alguma.

Victor Ramos: Creio que tenha sido o melhor em campo, jogando com a mesma raça que vem mostrando nos últimos jogos.

Dankler: Parecia um pouco nervoso, mas não comprometeu a equipe.

Gabriel Paulista: Não culpo ele pelo mau rendimento, jogou em uma posição que não é a sua e de perna invertida.

Uelliton: Simplesmente mais uma vez foi um leão dentro de campo, chegando junto na marcação sem deixar espaços.

Michel: Jogou com a 10(tudo bem número não faz jogador) – apoiando sempre a defesa e o ataque.

Pedro Ken: Com uma atuação razoável, não foi tão bem nem tão ruim, e ajudou quando preciso.

Leílson: Uma atuação meio apagada, mas resolveu aparecer no momento exato, tendo marcado o gol do triunfo. (Tartá: Entrou no finalzinho e não muito bem.)

Marquinhos: Também uma atuação não muito boa, porém, quando resolveu jogar fez o q ele saber fazer bem só faltou o gol.

Marcelo Nincácio: Lamentável. Vai ser preciso melhorar muito pra realmente substituir o Neto, e precisa de entrosamento. (Willie: Entrou um pouco ansioso e jogou melhor que o Nincácio. Perdeu uma boa chance de ampliar o placar.)

Autor do post:
Danilo Silva

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário

  • diego leal

    parabéns pelo comentário, precisamos logo contratar outro centroavante porque infelizmente marcelo nincácio não vai dar resultado e dinei ainda está machucado…