Vitória 5×3 América-MG: Chuva de gols no Barradão

Noite de chuva forte, desde antes do início do jogo até o final. Tudo parecia estranho, pouco movimento em direção ao estádio e um certo acanhamento dos torcedores.  Porém essa sensação não durou muito tempo, visto que William, aos cinco minutos de jogo, recebeu um passe na área e foi derrubado pelo jogador do América. Pênalti para o Vitória! Surpreendendo a todos, o volante e capitão do time, Uelliton, assumiu a responsabilidade e partiu para a cobrança. Neste momento, a sensação que antes era acanhamento, tornou-se preocupação. Goleiro para um lado, bola para o outro, Uelliton chutou para fora. O que gerou irritação e vaias, a cada vez que o mesmo tocava na bola.

Aos onze minutos de jogo, Nino recebeu bola na direita, entrou na área e acertou um chute forte no gol, abrindo o placar para o Vitória, para alívio dos torcedores. Mas o drama parecia ser incessante, pois oito minutos depois Fábio Júnior marcou, após cruzamento de Marquinhos Paraná. A partir deste momento, alguns torcedores desesperaram-se, mas a grande maioria da torcida continuava a cantar para incentivar o time. Não foi suficiente. O primeiro tempo terminou com esse sofrido empate.

Foto: Felipe Santana/Bahia Notícias

Substituição, raça e vontade!

O técnico PC Gusmão, aproveitou o intervalo e fez uma mudança na equipe: Entrou Fernando Bob, saiu o capitão Uelliton.

Vitória voltou melhor, começou em cima e, logo aos quatro minutos de jogo Willie entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Neneca. Mais um pênalti para o Vitória! Dessa vez, o atacante William foi para a cobrança, tomou distância e mandou uma bomba no meio do gol, colocando o rubro-negro baiano novamente em vantagem. Aos doze minutos, o treinador do Leão mexeu novamente: William deixou o gramado para a entrada de Marquinhos.

Foi a vez de Willie roubar a cena: além de ter sofrido o pênalti para o gol de William, o atacante rubro-negro marcou duas vezes em dois minutos. O primeiro gol aos dezesseis, quando ele acertou um belo chute de fora da área, mandando a bola no canto do gol; Já o segundo, Willie recebeu pela direita, driblou o zagueiro adversário e, com a saída do goleiro, mandou por cima do gol de Neneca, marcando um golaço! Sob aplausos, Willie deixou o gramado para a entrada de Arthur Maia.

O Vitória abriu três gols de vantagem no placar e deu uma tranquilidade tremenda ao torcedor, que só fazia cantar e comemorar nas arquibancadas do Barradão.

O América voltou a incomodar na partida. Após falha do goleiro Deola, que socou a bola para o meio da área, Rodriguinho a dominou e bateu forte no canto do gol, sem chances de defesa. Além deste lance, o volante rubro-negro, Michel, ainda cometeu falta dentro da área no jogador Rodrigo Pimpão. O time de Minas diminuiu o placar, com o gol de pênalti do atacante Fábio Júnior, que bateu no canto.

Os rubro-negros presentes no Santuário ficaram preocupados, já que a vantagem que antes era de três gols passou a ser de somente um e ainda restavam cinco minutos mais os acréscimos para o fim da partida. Eis que a alma da equipe resolveu aparecer novamente. Nino Paraíba, em jogada individual, driblou o jogador adversário na linha de fundo e tocou com categoria para o fundo do gol, devolvendo o alívio para a nação rubro-negra.

Com a excelente e importante vitória, o Leão passou a ser o vice-líder do campeonato, com 69 pontos, estando apenas a dois pontos do líder Goiás, que empatou com o Boa Esporte na noite de ontem. No próximo sábado o Vitória enfrenta a equipe do Guaratinguetá, no estádio Dario Rodrigues Leite, às 15h20 (horário de Salvador), pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Autor do post:
Iago Oliveira

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário