Semaninha inesquecível!

Gillette Federer Tour Brasil

E dos dias 6 à 9 de dezembro, o nosso país, mais precisamente o ginásio do Ibirapuera em São Paulo estenderá o tapete vermelho para receber algumas das maiores estrelas do Tênis mundial.

É a Gillette Federer tour que trará o maior jogador da história do tênis para 4 dias de grandes jogos de exibição ao Brasil. E ele virá acompanhado de nada mais nada menos que o francês Jo-Wilfried Tsonga, número 8 do ranking mundial, os irmãos Bryan, norte-americanos considerados os maiores duplistas da história, o alemão Tommy Haas, que jáfoi número 2 do mundo e o espanhol Tommy Robredo, que alcançou o 16º lugar no ranking mundial.

Além deles, contaremos também com a presença dos brasileiros Thomaz Bellucci, número 1 do Brasil e 32 do mundo, e da dupla formada pelos mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo, ambos figurando hoje entre os 20 melhores no ranking mundial de duplas.

E a cereja nesse bolo, aliás que baita cereja, será a presença da ala feminina que contará com a presença das 3 melhores jogadoras do mundo na atualidade. A norte-americana Serena Williams que venceu em 2012  o ouro olímpico em Londres, Wimbledon e o US Open. Serena irá enfrentar a bela bielorussa e atual número 1 do mundo Victoria Azarenka.

Mas com relação as meninas, quem realmente promete abalar as estruturas do ginásio do Ibirapuera não só por causa dos seus gritos mas também pela sua beleza fora do comum é a russa Maria Sharapova, atual número 2 do mundo e que irá enfrentar a dinamarquesa Caroline Wosniacki, ex número 1 do mundo e atual décima colocada no ranking mundial.

Fora isso, semanas atrás contamos com a presença do número 1 do mundo Novak Djokovic, jogando contra o nosso ídolo Gustavo Kuerten no Maracanazinho em uma partida descontraída e com momentos para se guardar na história.

Vale lembrar que os jogos de Federer contra Tsonga ( sábado ) e contra Haas ( domingo ), terá transmissão ao vivo pela Band. Isso mesmo, uma TV aberta irá trasmitir os jogos desse monstro ao vivo! Eu juro que não me lembro a última vez que isso aconteceu sem a presença de um brasileiro em quadra.

É meus amigos. É o maior da história fazendo história no nosso país!

Seja bem vindo gênio! Você e seus convidados!

A parte negativa disso tudo é o preço dos ingressos. Algo bem fora do comum, principalmente para um país que deseja incentivar a prática do tênis nas classes mais baixas.

Espero que isso se repita mais e mais vezes por aqui. E quem sabe um dia com um grande torneio, do nível de um Masters 1000. Seria sonhar muito ?

Autor do post:
Edu Marzotto

Deixe seu comentário

(Obrigatório)
(Obrigatório, Não será publicado)
Notificar por e-mail

1 Comentário

  • Cris Gêê

    Palavras de Roger:
    “Não gosto de ver lugares vazios, mas sei quantas pessoas gostariam de estar aqui e não puderam por algum motivo, como o trânsito e a chuva. Isso acontece em todos os grandes torneios, sempre há alguns lugares vazios. Aconteceu nas Olimpíadas, às vezes as pessoas não conseguem vir”, avaliou o próprio tenista.

    Acho que ele não faz idéia do valor inflacionado dos ingressos.
    Mas é assim mesmo…grandes estrelas, grandes cachês….